Notícias / Policial

24/09/20 às 12:50 / Atualizada: 24/09/20 às 13:04

Golpe do falso leilão já fez 52 mil vítimas no Brasil

MF Press Global

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Golpe do falso leilão já fez 52 mil vítimas no Brasil

Foto: Divulgação

A proposta é tentadora: carros com preços bem abaixo do comumente encontrados no mercado estão disponíveis para venda em um leilão virtual. A pessoa dá o lance, recebe a informação de que é vencedora e deposita o dinheiro. O resultado? O cliente fica sem o carro, sem o dinheiro e se torna mais uma vítima dos falsos leilões que estão na internet.

Imagine a possibilidade de fazer uma boa compra de um veículo: ele está anunciado em uma página de internet com um preço metade do que é apontado na tabela FIPE. O comprador deve participar de um leilão e enviar para o site a cópia de seus documentos. Em seguida ele é comunicado de que é o vencedor e deve depositar o dinheiro em uma conta. Só que nem o carro chega ao cliente e nem recebe o investimento de volta. O resultado disso é que este é mais entre tantos brasileiros que se tornaram vítimas do falso leilão de veículos. Estes sites falsos de leilão online já fizeram 52 mil vítimas no Brasil neste ano, conforme revela a empresa de segurança dfndr lab. O golpe, que simula um leilão do Detran, atrai consumidores para comprar estes veículos e depositar um suposto lance para garantir o negócio. Entre os meses de junho e julho deste ano, 819 páginas já foram identificadas com este tipo de isca para roubar o dinheiro dos clientes. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os estados onde estão a maior parte das vítimas deste golpe.

A advogada Lorrana Gomes explica que “o consumidor fornece todos seus dados achando que está participando de um leilão sério. Após dar o suposto lance, os golpistas entram em contato falando que ela foi contemplada e que ela precisa pagar por uma carta para ter direito ao benefício” Aí que está o perigo, ela conta: “Só que aí a pessoa faz o pagamento e os estelionatários falam que vão entregar o carro em até uma quantidade de dias. A pessoa fica esperando e o carro não chega, aliás, nem vai chegar”.

 É uma armadilha difícil de se reparar à primeira vista, conforme Lorrana destaca, “os sites são bem desenvolvidos, possuem até um espaço para a pessoa cadastrar seus dados pessoais, como se fosse uma página feita da maneira lícita. Por isso ela acaba não percebendo de imediato que caiu no golpe”.

Os anúncios tentam parecer os mais convincentes possíveis, incluindo falsos detalhes do automóvel como “IPVA 2020 pago” e supostas certificações. Além disso, o nome do Departamento de Trânsito (Detran) dos estados também é usado para enganar as vítimas. Os bandidos tentam indicar que os veículos fazem parte de lotes apreendidos pelo órgão por falta de pagamento de licenciamento, entre outras infrações.

À primeira vista, os supostos carros são anunciados com preços que chegam à metade do valor da tabela FIPE. Modelos como Palio 1.0 e Siena 1.0, por exemplo, podem ser encontrados R$ 6.100, enquanto um Honda Fit 1.4 aparece por R$ 7.100. Já outros carros surgem com lance inicial mais condizente com a realidade.
 
Como se proteger destes golpes
 
Alguns cuidados são primordiais e devem ser tomados para se proteger contra o golpe do falso leilão. Lorrana Gomes orienta que “o primeiro deles é instalar um antivírus no celular, já que a ferramenta tem a função de alertar sobre links maliciosos (phishing) recebidos por meio do navegador em tempo real”.

Também, a advogada ressalta que “evitar neste momento de pandemia realizar algum tipo de compra em leilão online, mas se caso a pessoa tenha de fato interesse em participar de um, que previamente consulte um especialista que afirme a autenticidade daquele site. No primeiro momento, se a pessoa não tiver como ter essa orientação, que priorize um leilão presencial. Mas, se ainda assim quiser fazer de forma online, que tenha os cuidado redobrados, pelo menos agora durante a pandemia”, conclui.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet