Notícias / Internacional

08/09/20 às 21:48

Universidade russa abre novas vagas para estudantes brasileiros

Instituição do país europeu está com processo seletivo aberto para as próximas turmas; interessados podem se inscrever por meio da Aliança Russa, única representante oficial das universidades russas no Brasil

Eric Reale

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Universidade russa abre novas vagas para estudantes brasileiros

Foto: Aliança Russa/Divulgação

Ao contrário dos Estados Unidos, que decidiu dificultar o processo de matrículas para novos alunos estrangeiros nas universidades norte-americanas, a Rússia segue de portas abertas para estes estudantes. Mesmo com aulas 100% remotas no momento, o país europeu já se programa para uma retomada das atividades presenciais em breve e está pronto para receber jovens de todas as partes do mundo, incluindo o Brasil, que desejam conquistar um diploma de ensino superior.
 
Uma das principais universidades russas, a Universidade Médica Estatal de Kursk (KSMU), já está com seu processo seletivo aberto para as próximas turmas. Comprometida com seus mais de 3200 estudantes internacionais, a instituição manteve todo o cronograma para o ano letivo 2020 -2021, tendo estruturas física e remota prontas para atender aos novos alunos.
 
A KSMU é destino de quem sonha em cursar medicina. Foi considerada a melhor do país entre aquelas que oferecem o curso na área, além de estar entre as mais bem conceituadas no comparativo geral entre todas as universidades russas, segundo ranking da revista Forbes.
 
Todo o processo seletivo para a universidade – que oferece o curso completamente em inglês – é coordenado pela Aliança Russa, única representante oficial das universidades russas no Brasil. As inscrições para as novas turmas vão até o dia 13 de setembro. São 24 vagas disponíveis para alunos brasileiros. “Podem se inscrever estudantes de todas as idades, a partir do segundo ano do Ensino Médio. Para esses jovens que ainda não concluíram os estudos, as vagas ficaram reservadas. Também não é necessária a fluência no inglês. Aqueles que querem tentar uma vaga, mas não dominam o idioma, têm a possibilidade de cursar a faculdade preparatória para aprender e se acostumar com a língua”, explica Carolina Tellez, diretora da Aliança Russa.
 
Mudanças com a pandemia
Carolina explica que a universidade está seguindo todos os protocolos estabelecidos pelo governo russo para garantir a segurança de todos os alunos. “À parte disso, a KSMU oferece seguro saúde gratuito. Caso até o próximo ano já haja uma vacina contra o novo coronavírus disponível muito provavelmente ela será incluída na cobertura”, explica.
 
A própria Aliança Russa também está empenhada em seguir à risca todas as determinações em solo brasileiro e também na Rússia. Todos os parceiros da agência, como companhias áreas, estão sendo devidamente verificados para atestar que estão realizando todas as normas de higienização necessárias. 
 
A Universidade Médica Estatal está localizada em Kursk, cidade a cerca de 500 km de Moscou que já se tornou até um pouco brasileira. Segundo Carolina a instituição que recebe, anualmente, cerca de 150 estudantes brasileiros. Hoje, perto de 500 alunos cursando medicina na KSMU são do Brasil.
 
Investimento
O preço das mensalidades e da vida em Kursk é um dos principais fatores decisivos para a escolha do destino. O governo russo subsidia os alunos estrangeiros e o valor exigido por um semestre gira em torno de US$ 3,1 mil, custo que inclui hospedagem (U$ 2750 o curso + U$ 350 da moradia). Considerando o câmbio (US$ 1 = R$ 6), o valor total do semestre sairia por R$ 18.600, ou cerca de R$ 3,100 mensais. Apesar do leve aumento em razão da alta do dólar, a conta ainda é bem vantajosa em relação ao curso no Brasil onde somente as mensalidades podem variar de R$ 4.822 a R$ 12.581.
 
“Para tentar uma vaga, não há vestibular. Os alunos enviam documentos pessoais e, em seguida, passam por uma série de entrevistas. A cultura russa é muito diferente da nossa e, por isso, são escolhidos os estudantes que demonstram mais independência e interesse na oportunidade”, explica Carolina. Se aprovado, o estudante já inicia os trâmites de visto e embarque, sempre com o auxílio da Aliança Russa.
 
Na KSMU, as turmas de medicina têm apenas doze alunos cada e as aulas são integrais, com professores bem rígidos. Ser responsável, ter boas notas e ainda realizar as atividades extracurriculares solicitadas são fatores fundamentais para o sucesso na universidade.
 
As inscrições podem ser feitas pelo site www.aliancarussa.com.br. Para dúvidas ou mais informações também é possível entrar em contato pelo WhatsApp (11) 98120-8208 ou pelas redes sociais da Aliança.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet