Notícias / Governo de MT

05/12/15 às 14:37

GREVE SEM FIM: Estado decide convocar PMs para atender no Detran e evitar caos de fim de ano

Medida é devido radicalismo de grevistas e aumento no movimento de férias

Gilson Nasser

Folha Max

Imprimir Enviar para um amigo
Longe de um acordo com os servidores do Detran, que estão em greve há mais de um mês no Estado, o governador Pedro Taques (PSDB) acionou a Polícia Militar para suprir as necessidades do órgão. Nesta sexta-feira, ele solicitou ao Comando Geral da PM a criação de uma força tarefa para atender na autarquia.

No ofício encaminhado pela Casa Civil, ficou definido que a PM cederá policiais para atender o setor de vistorias e emissão de documentos de veículos. Para isso, os policiais que atenderão o órgão passarão por uma capacitação entre os dias 8 e 11 de dezembro de 2015.

A proposta é “reabrir” o Detran e as Ciretrans no interior do Estado a partir do dia 14 de dezembro. Em Cuiabá, o atendimento da “força tarefa” ocorrerá na Arena Pantanal, enquanto no interior será nas respectivas Ciretrans.

Para Cuiabá e Várzea Grande serão destinados 30 policiais militares. Já as cidades de Sinop e Rondonópolis terão 15 policiais cada.

Barra do Garças e Cáceres terão 13 PMs, e Tangará da Serra apenas 12. “Há a necessidade de se solicitar diárias dos policiais militares do interior que participarão de capacitação em Cuiabá, com brevidade e com a devida justificativa do caráter excepcional”, diz o ofício.

Os servidores do Detran deflagraram greve desde o dia 26 de outubro. A paralisação foi deflagrada ilegal pelo Tribunal de Justiça, que estipulou multa diária de R$ 200 mil ao Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran).

O judiciário já determinou, inclusive, o bloqueio de R$ 1 milhão das contas do sindicato. Nesta semana, a categoria se mobilizou na Assembleia Legislativa e conseguiu que os deputados “trancassem” a pauta até que o governo reabrisse a negociação.

Uma reunião foi agendada para a próxima semana. O governador Pedro Taques disse, durante a semana, que não negociará com a categoria em greve. “Respeito o direito de greve, mas também respeito decisões judiciais. E uma decisão declarou esta greve ilegal”, afirmou o governador.

Taques ainda criticou os servidores por não realizarem movimentos semelhantes na gestão passada. "Somente neste ano foram quatro greves no Detran. Não vi esse movimento no passado, quando a corrupção corria solta no órgão", frisou.

Os servidores do Detran reivindicam a nomeação de 70% dos aprovados no concurso público do órgão realizado neste ano e o chamamento completo no ano que vem. Já o governo, nomeou nesta semana 30 servidores. Os demais serão chamados de forma gradual até o ano de 2018.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Espada de são jorge, pimenta, ferradura...

Para quem não conhece como funcionam as energias, pode ser pego de surpresa por alguns acontecimentos, afinal não é porque não acreditemos em certas coisas que elas não...

 

Enquete

Quem você gostaria que fosse o próximo presidente do Brasil

 
 
 
Sitevip Internet