Notícias / Internacional

07/09/20 às 22:44

Nova crise de migrantes no mar: jovens libaneses fogem para o Chipre

Najia Houssari, Arab News

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Nova crise de migrantes no mar: jovens libaneses fogem para o Chipre

Foto: Arab News

Beirute – Os jovens que fogem do Líbano em barcos frágeis e se dirigem para o Chipre estão aumentando a crise de refugiados no Mediterrâneo oriental. Quatro barcos apareceram na costa leste e sul do Chipre nos últimos dois dias, transportando 123 imigrantes libaneses e sírios, disse a polícia da ilha no domingo.

Alguns foram autorizados a entrar em Chipre, mas pelo menos 20 migrantes estão à deriva na ponta sudeste em um barco com motor defeituoso. Três mulheres e nove crianças foram retiradas do barco e transferidas para um hospital cipriota por precaução. Mais de 30 pessoas em um barco que a polícia interceptou no sábado, a cerca de 20 quilômetros da costa sul, embarcaram em outro navio que as autoridades cipriotas fretaram para levá-los de volta ao Líbano.

 
Imagem: Arab News
 
Chipre e Líbano têm um acordo para impedir que os barcos de migrantes cheguem à ilha. Mais de 50 migrantes do Líbano foram levados para um centro de recepção no sábado depois que seu barco chegou a uma praia rochosa ao longo da costa leste da ilha, dentro da zona tampão controlada pela ONU que separa a parte principal de Chipre do norte cipriota turco não reconhecido.

As forças de paz da ONU transferiram 35 homens, cinco mulheres e 11 crianças para a custódia cipriota. Um tribunal ordenou no domingo que quatro homens permanecessem sob custódia, sob suspeita de que eles eram a tripulação do barco. Outros 20 migrantes sírios foram levados para um centro de recepção depois de serem recolhidos na manhã de domingo perto da zona tampão, a 15 km a oeste da capital, Nicósia. O ministro do Interior cipriota, Nicos Nouris, disse que haveria uma reunião urgente na segunda-feira para avaliar a situação. O centro de recepção de migrantes da ilha estava chegando ao seu limite em meio a preocupações com a adesão aos protocolos de saúde para prevenir a disseminação do COVID-19, disse ele.
 
Imagem: Arab News

O Líbano acolhe 1 milhão de refugiados sírios e 250.000 refugiados palestinos. O contrabando de pessoas aumentou nos últimos anos, especialmente visando jovens libaneses desiludidos com o colapso da economia. Setembro, outubro e novembro foram a alta temporada para fugir do Líbano de barco porque o mar estava calmo, disse Mohammad Al-Sarji, chefe da União Libanesa de Mergulhadores Profissionais, ao Arab News.
 
“Os contrabandistas no Líbano são marítimos com grande conhecimento do mar. Eles compram barcos usados, reformam e os usam para contrabando. Se eles afundarem, a perda não será grande, mas os refugiados pagariam muito dinheiro aos contrabandistas”, disse ele. “O ponto mais próximo de Chipre é a costa que se estende de Trípoli a Akkar no norte do Líbano, apenas 90 km, e não é monitorado devido à impotência e decadência do estado.”

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: DAN
FONTE: Arab News
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet