Notícias / Água Boa

29/07/20 às 18:19 / Atualizada: 29/07/20 às 18:29

TCU aprova concessão e Vale construirá ferrovia em MT; a primeira etapa será de Água Boa (MT) à Mara Rosa (GO)

Na segunda fase, trilhos devem chegar a Lucas do Rio Verde.

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
TCU aprova concessão e Vale construirá ferrovia em MT; a primeira etapa será de Água Boa (MT) à Mara Rosa (GO)

Foto: AL/MT

O Pleno do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira (29.07) a renovação da concessão das ferrovias administradas pela Vale nos estados do Pará e Minas Gerais. Como contrapartida, a empresa vai construir e entregar ao Governo de Mato Grosso para licitação a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (FICO), ligando Mara Rosa (GO) a Água Boa (MT).
 
De acordo com o governador Mauro Mendes (DEM), a renovação das outorgas vai ajudar Mato Grosso a produzir e escoar mais de 100 milhões de toneladas nos próximos anos. Ao todo, o projeto prevê a construção de 1.641 quilômetros de trilhos.
 
No projeto inicial estava previsto que a FICO iniciaria em Campinorte (GO) fazendo ligação com a Ferrovia Norte-Sul. Na primeira etapa, chega até Água Boa num percurso de 383 quilômetros, mas já no governo Bolsonaro foi mudado o trajeto e a ligação será em Mara Rosa (GO)..
 
Já na segunda etapa, a previsão é que sejam feitos 518 km de Água Boa até Lucas do Rio Verde, com construção de um terminal de cargas. A etapa da ferrovia abrange um trecho de 740 quilômetros do norte mato-grossense até o município de Vilhena (RO).
 
“A região tem um potencial gigante de crescimento. Podemos produzir em torno de 30 milhões de toneladas nos próximos cinco, dez anos. Seria um fenômeno. Hoje Mato Grosso produz 70 milhões, então com mais 30 milhões poderíamos romper a casa dos 100 milhões de toneladas”, explicou o governador. Mauro Mendes destacou que é fundamental ter uma infraestrutura e logística adequada para transportar esse volume de produção aos mercados interno e externo.
 
Presidente da Federação das Indústria do Estado de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo de Oliveira, comemorou o resultado da audiência e apontou para o fato de que a obra irá viabilizar todo escoamento com muito menos custos e atingirá regiões localizadas a até 400 quilômetros do novo terminal.
 
“Sendo a Vale uma empresa privada, os tempos de execução da obra deverão ser muito reduzidos. São fantásticas notícias e novidades e a partir de agora estaremos em contato com a companhia para saber quando serão feitos esses investimentos, quando será realizado o contrato de renovação da concessão, que vai dar segurança a ela para começar esse processo”, avaliou.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pandemia com clausura

Quando chegamos ao Planeta Terra encontramos dificuldades no convívio com pessoas que vamos encontrando pelo caminho. Interessante que não adianta nos mudarmos de bairro, cidade e até de estado, que vamos nos deparar com...

 
 
 
 
Sitevip Internet