Notícias / Meio Ambiente

07/07/20 às 19:14

Bombeiros monta brigada descentralizada em São Félix do Araguaia para combate a Incêndio Florestal

Itael Silva com O Repórter do Araguaia

Imprimir Enviar para um amigo
Bombeiros monta brigada descentralizada em São Félix do Araguaia para combate a Incêndio Florestal

Foto: Divulgação

Para atender com mais agilidade aos chamados de incêndio florestal no período da seca, o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, através do Batalhão de Emergências Ambientais juntamente com o Comitê de Gestão do fogo da Sema, montou uma Brigada Descentralizada em São Félix do Araguaia. O objetivo é prestar apoio com ações de prevenção, orientação, fiscalização e combate a incêndios.  Segundo o Comitê de Gestão do Fogo, a Brigada Descentralizada foi montada em São Félix do Araguaia porque houve um aumento de 11,83% de focos de incêndio em comparação ao mesmo período do ano passado.

Com a chegada do período da estiagem, aumentam os focos de incêndio e as queimadas prejudicam desde o trabalho do homem do campo à saúde de todos os cidadãos.

A Brigada Descentralizada já está instalada em São Félix do Araguaia para atender a região.

Quatro bombeiros atuarão, no sistema de plantão, nesse primeiro momento as ações estão sob o comando do Sargento Izelman. As viaturas utilizadas no trabalho são cedidas pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema).

Conforme Decreto nº 533 de 26/06/2020 o período proibitivo vai de 01/07/2020 à 30/09/2020.

Prevenção

Todos os anos, Mato Grosso decreta período proibitivo de queimadas na zona rural. Durante o período de estiagem, que normalmente ocorre entre julho e setembro, não é permitida a queima controlada na zona rural. A medida visa evitar que o fogo se alastre atingindo áreas de vegetação nativa. Os incêndios florestais emitem grandes quantidade de gases de efeitos estufa e trazem prejuízos à vegetação, vida silvestre, saúde humana e economia. Em zona urbana, o uso do fogo é proibido durante todo o ano.

Saúde humana

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a poluição do ar é um fator de risco crítico para doenças não transmissíveis, causando cerca de 24% de mortes por doenças cardiovasculares, 25% por acidente vascular cerebral, 43% por doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) e 29% associadas ao câncer de pulmão. O aumento dos incêndios pode gerar o agravamento da pandemia do COVID 19, que é uma doença relacionada ao sistema respiratório, causando mortes e prejuízos de ordem em todo Estado.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Depois do passamento

           Seguidamente nos perguntam a respeito de questões sobre a vida no além-túmulo, e isso geralmente acontece quando alguém perde um ente querido, principalmente...

 
 
 
 
Sitevip Internet