Notícias / Policial

26/11/15 às 10:55

PF combate comércio ilegal de pedras preciosas em GO, DF e 5 estados

São cumpridos 58 mandados judiciais; uma pessoa já foi presa em Goiás. Investigação começou após denúncia de venda de urânio para extremistas.

G1/GO

Imprimir Enviar para um amigo
PF combate comércio ilegal de pedras preciosas em GO, DF e 5 estados

Polícia Federal realiza operação em seis estados e no DF

Foto: Thaís Luquesi/TV Anhanguera

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (26) 58 mandados judiciais contra empresários comerciantes de joias e autônomos, suspeitos de comércio ilegal de pedras preciosas e minérios. Além de Goiás, onde duas pessoa já foram presas, a Operação Soldner também é realizada no Distrito Federal, em São Paulo, Minas Gerais, Pará, Pernambuco e Tocantins.

A corporação começou a investigar a quadrilha há dois anos, após receber denúncia de que integrantes vendiam urânio, material radioativo, para grupos extremistas, que estariam ligados a ações terroristas. Essa questão ainda é apurada pelos policiais, mas a suspeita é que o grupo tenha movimentado cerca de R$ 500 milhões.

Segundo a PF, os suspeitos agiam desde a exploração das pedras preciosas e minérios até a exportação do produto. De acordo com as investigações, esse material saía do Brasil, passava por Portugal, Bélgica e Israel até chegar a Dubai.

A organização criminosa é dividida em dois grupos. O primeiro era responsável pela comercialização ilegal das pedras preciosas. Já a outra parte seria composta por autônomos e pequenos empresários que comercializavam, mediante fraude, títulos da dívida pública e moeda estrangeira, em transações financeiras envolvendo bancos venezuelanos. Os investigadores suspeitam que o comércio de moedas e títulos estaria vinculada à lavagem de dinheiro do grupo.

Os integrantes da quadrilha podem responder por crimes como usurpação de matéria prima da União e formação de organização criminosa. As penas, somadas, podem chegar a 37 anos de prisão.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

As mulheres da minha vida

Thomires era o nome da minha avó paterna.  Descendente de franceses, tinha a pele muito alva e os olhos azuis claros, que lembravam o mar. O louro esbranquiçado do seu cabelo remetia-me aos das minhas bonecas. Adorava admirar o...

 
 
 
 
Sitevip Internet