Notícias / Policial

18/06/20 às 08:29 / Atualizada: 18/06/20 às 11:00

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, é preso em São Paulo

BBC Brasil

Imprimir Enviar para um amigo
Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, é preso em São Paulo

Fabrício Queiroz foi preso em Atibaia no interior de São Paulo

Foto: TV Globo

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro Fabrício Queiroz foi preso na manhã desta quinta-feira (18) no interior de São Paulo. Ele estava em Atibaia, em uma propriedade de um advogado que presta serviços ao parlamentar. Queiroz, um policial militar aposentado, deve ser transferido para o Rio ainda hoje.

A prisão foi executada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo, e os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça do Rio a pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro.

O órgão investiga a participação de Queiroz no que acredita ser um esquema de "rachadinha" no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio, em que assessores parlamentares devolveriam parte dos seus vencimentos ao então deputado estadual Flávio, filho do presidente Jair Bolsonaro. Queiroz e Flávio negam irregularidades.

Segundo o Ministério Público do Rio, a prisão faz parte da chamada Operação Anjo, deflagrada no início da manhã. A operação cumpre ainda outras medidas cautelares autorizadas pela Justiça relacionadas ao inquérito que investiga a chamada rachadinha.

São medidas obtidas na Justiça pelo Ministério Público do Rio contra outros suspeitos de participarem no esquema: o servidor da Assembleia Legislativa do Rio Matheus Azeredo Coutinho, os ex-funcionários Luiza Paes Souza e Alessandra Esteve Marins e o advogado Luis Gustavo Botto Maia. As medidas cautelares incluem busca e apreensão, afastamento da função pública, o comparecimento mensal em Juízo e a proibição de contato com testemunhas.



Flávio Bolsonaro diz que prisão de Queiroz é movimento para atacar presidente

Eduardo Simões (Reuters) - O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse nesta quinta-feira em sua conta no Twitter que encara com tranquilidade a prisão de seu ex-assessor Fabrício Queiroz pela manhã, no interior de São Paulo, e afirmou que faz parte de um movimento para atacar seu pai, o presidente Jair Bolsonaro.

“Encaro com tranquilidade os acontecimentos de hoje. A verdade prevalecerá! Mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar Bolsonaro. Em 16 anos como deputado no Rio nunca houve uma vírgula contra mim. Bastou o presidente Bolsonaro se eleger para mudar tudo! O jogo é bruto!”, escreveu o senador.

Queiroz foi preso pela manhã em Atibaia, em um dos imóveis do advogado Frederick Wassef, que representa Flávio Bolsonaro e também já atuou para o presidente, pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo, que cumpriram mandado expedido pela Justiça do Rio no âmbito da investigação sobre apropriação e desvios dos salários do gabinete de Flávio quando ele era deputado estadual no Rio.
 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Depois do passamento

           Seguidamente nos perguntam a respeito de questões sobre a vida no além-túmulo, e isso geralmente acontece quando alguém perde um ente querido, principalmente...

 
 
 
 
Sitevip Internet