Notícias / Meio Ambiente

14/05/20 às 09:07

Operação combate crimes ambientais em Querência

Juliana Carvalho, assessoria Sema

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Operação combate crimes ambientais em Querência

Foto: Assessoria

Equipes de fiscalização aplicaram R$ 4,2 milhões em multas por crimes de desmatamento ilegal e uso irregular do fogo em Querência (MT). Fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), policias do Batalhão de Operações Especiais (Bope), e bombeiros militares encontraram os crimes ambientais em seis pontos fiscalizados em região de bioma amazônico, totalizando uma área embargada de quase 700 hectares.

Dentre os pontos em que foram constatados os crimes ambientais, três infrações ocorreram dentro do projeto de assentamento Pingo D'Água. A ação das equipes evitou a continuidade de desmatamento ilegal e queima de material lenhoso. Em alguns pontos, as leiras já estavam em formação para posterior uso irregular do fogo.

Atividade essencial

As atividades de fiscalização ambiental, que incluem as ações de monitoramento e controle de crimes ambientas como desmatamento e exploração florestal ilegais, pesca predatória, caça ilegal, poluição causara por empreendimentos, dentre outros, seguem em pleno funcionamento durante a pandemia do Covid-19.

De acordo com artigo 8° do decreto Estadual 432/2020, a fiscalização ambiental é considerada atividade essencial no Estado. Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 65 3838 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android).

Monitoramento Diário

Desde 2019, por meio da Sema, o Estado de Mato Grosso é beneficiário da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal (ferramenta) adquirida pelo Programa REM, por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), com recursos da Alemanha e Reino Unido.

Além das imagens diárias de alta resolução espacial, são disponibilizados alertas semanais de desmatamento e degradação da vegetação em toda a área do Estado. Os alertas permitem detectar desmates a partir de um hectare e acompanhar a alteração da cobertura vegetal de forma rápida e precisa.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet