Notícias / Justiça

31/03/20 às 18:36 / Atualizada: 31/03/20 às 18:40

Alvarás de soltura e mandados de prisão do TJMT serão enviados por meio eletrônico

Nadja Vasques, TJ/MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Alvarás de soltura e mandados de prisão do TJMT serão enviados por meio eletrônico

Foto: Assessoria

O projeto-piloto que determina o encaminhamento dos alvarás de soltura e mandados de prisão por meio eletrônico aos estabelecimentos criminais de Cuiabá e Várzea Grande, que já foi implantado nas varas criminais dessas duas comarcas, foi expandido para o 2º Grau de Jurisdição.
 
A Portaria Conjunta nº 271 - PRES/CGJ, assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, e pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Ferreira da Silva, e que dispõe sobre a expansão do projeto-piloto ao Tribunal de Justiça, foi publicada no DJE desta segunda-feira (30 de março).
 
A determinação começa a vigorar a partir desta quarta-feira (1º de abril) e, por enquanto, ela é válida apenas para os estabelecimentos criminais de Cuiabá e Várzea Grande. No entanto, a mesma portaria prevê a expansão para as demais unidades prisionais do Estado, conforme for realizada a ampliação do projeto-piloto para as demais comarcas do Poder Judiciário de Mato Grosso.
 
O projeto-piloto foi implantado por meio do Provimento nº 48/2019-CGJ, de 9 de dezembro de 2019, e estabelece que os alvarás de soltura devem ser expedidos pelo BNMP 2.0, ou sistema nacional que o substitua, e encaminhados, preferencialmente, por Malote Digital. Em casos excepcionais e devidamente justificados, o encaminhamento do alvará poderá ser realizado por e-mail funcional, desde que expressamente autorizado pelo magistrado. 
 

Confira AQUI a íntegra da Portaria Conjunta nº 271 - PRES/CGJ
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet