Notícias / Justiça

23/03/20 às 15:13

Menino de quatro anos ganha padrinho e promessa de um novo sorriso

Nadja Vasques, TJ/MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Menino de quatro anos ganha padrinho e promessa de um novo sorriso

Foto: Alair Ribeiro, TJ/MT

A promessa de um novo sorriso. Esse foi o presente que o menino Emanuel, de quatro anos, ganhou durante a etapa fluvial do projeto Ribeirinho Cidadão, que teve início dia 28 de fevereiro e terminou em 08 de março. Mas o processo não será fácil e nem rápido. Por conta das cáries, a dentição ainda temporária de Emanuel está condenada e a solução será a extração de boa parte dos dentes. O tratamento será realizado pelos profissionais do Sesc Pantanal, parceiro do Ribeirinho, e financiado pelo dentista do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Reynaldo Martins, que decidiu “apadrinhar” o menino.
 
Emanuel mora com os pais na comunidade ribeirinha de Barra do Piraim. O problema foi detectado ali, mas em função da gravidade do caso, os pais e o menino foram convidados a embarcar e seguir com a equipe do projeto até Poconé, para atendimento no Sesc Pantanal. A mãe, Rosana Clara da Silva, dona de casa, ficou comovida com a atenção dada a seu filho e se comprometeu a levar a criança ao Sesc Pantanal até o final do tratamento. Também prometeu seguir as orientações dos dentistas para manter a boca do Emanuel limpa e saudável.


Foto: Alair Ribeiro
 
O primeiro dia de tratamento foi durante o terceiro e último Dia D do projeto, no município de Poconé. Pela primeira vez em uma cadeira de dentista, Emanuel se assustou e chorou muito para arrancar dois dentes anteriores que estavam condenados pela cárie. Em função da infecção, ele teve perfuração óssea, deixando a raiz exposta, e o dente perdeu a estrutura de suporte. A solução foi a extração. O processo infeccioso se espalhou por toda a boca de Emanuel, comprometendo não apenas os dentes temporários, mas até os dentes permanentes, caso ele não conseguisse atendimento odontológico.
 
A situação dos dentes de Emanuel chocou a dentista da Marinha, Ana Paula de Arruda Guanandy do Nascimento, que disse que o problema poderia ter sido evitado apenas com bons hábitos de higiene. “É possível. A gente tem encontrado crianças ribeirinhas sem nenhuma cárie e que também não têm acesso à cidade ou a dentistas. Os pais têm que ficar atentos à escovação da criança, ela precisa de um estímulo, isso tem que virar um hábito, que começa ainda em bebê, quando a mãe limpa a boca da criança com gaze, depois vai introduzindo a escova, até a criança sentir necessidade de ter a boca limpa”, destacou a dentista.
 
Por esse motivo, a orientação sobre hábitos de alimentação, higiene e escovação é um dos pilares do atendimento odontológico prestado pelo projeto Ribeirinho Cidadão. Os dentistas conversam com as crianças, explicam que elas devem evitar doces, principalmente à noite, antes de dormir, ensinam a escovar os dentes, limpando a parte de trás, da frente e a língua, e ainda distribuem kits de escovação, contendo pasta e escova, que foram doados pela Colgate.
 
Pai recente de um menino, Reynaldo se comoveu com a história de Emanuel, pelo sofrimento dele, já que ambos os profissionais foram enfáticos ao afirmar que o menino deveria sentir muita dor, em função do processo infeccioso estar tão avançado. “Vimos exemplos ruins e exemplos bons durante a expedição. Se a gente não contar com o apoio da família, nosso trabalho se perde, porque a gente resolve este ano, mas ano que vem tem outra demanda acumulada”, destacou Reynaldo Martins, que se propôs a cuidar do sorriso do Emanuelzinho, como é chamado carinhosamente pelos pais, mesmo à distância.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet