Notícias / Governo de MT

13/03/20 às 08:09

Dez anos depois: Estado realiza primeiro transplante renal de doador falecido

Procedimento foi mediado pela equipe da Central Estadual de Transplantes, ligada à Secretaria de Estado de Saúde

Fernanda Nazário | SES-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Dez anos depois: Estado realiza primeiro transplante renal de doador falecido

Foto: Assessoria

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) obteve sucesso no transplante renal de um doador falecido, que ocorreu nesta terça-feira (10.03), em Cuiabá. Este foi o segundo transplante realizado após a reativação do serviço em Mato Grosso, visto que o primeiro ocorreu em janeiro deste ano, entre duas irmãs vivas.

“É muito gratificante saber que a Central Estadual está realizando e dando prosseguimento aos transplantes de rim, serviço que ficou paralisado por mais de uma década em Mato Grosso e foi reativado no início de 2020. A equipe da SES trabalha intensamente na efetivação dos próximos transplantes”, disse o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

De acordo com a coordenadora da Central Estadual de Transplantes de Mato Grosso, Fabiana Molina, na segunda-feira (09.03), a Central Nacional de Transplantes ofertou um rim compatível com um receptor inscrito no Cadastro Técnico Único (CTU) de Mato Grosso.

O órgão foi recolhido no Paraná e chegou em Cuiabá na noite de segunda-feira. Passado todo o processo de preparação do receptor, o procedimento foi realizado com êxito na madrugada da última terça-feira, pela equipe transplantadora do Hospital Santa Rosa – unidade credenciada pelo Ministério da Saúde para realizar a operação de transplante renal no Estado.

“Esse foi o primeiro transplante de doador falecido dessa nova fase do Programa de Transplante Renal, sendo ainda o primeiro, em toda a história, proveniente de órgão ofertado por outro Estado, o que gera um acréscimo ainda maior de complexidade ao processo”, avalia Fabiana.

Coleta de doação

Além da realização do procedimento de transplante, a SES também mediou a coleta de uma doação no último sábado (07.03). A sensibilidade de uma família, que após ser informada sobre a confirmação do diagnóstico de morte encefálica de seu ente, permitiu que outras cinco pessoas pudessem ter a chance de sobreviver com mais qualidade de vida depois da doação de múltiplos órgãos e tecidos.

Fabiana conta que foi realizada a captação de rins, fígado e córneas na madrugada do dia 07, na própria unidade que notificou a Central Estadual de Transplantes.  “Como não foi identificado, em Mato Grosso, receptores de rim compatíveis com o doador no CTU, os rins doados foram disponibilizados para a Central Nacional, responsável por alocar os órgãos”, explica.

Dessa forma, o fígado e os rins foram transportados para o Distrito Federal e as córneas foram disponibilizadas para os receptores de Mato Grosso. Sobre como procedeu a captação dos órgãos, a coordenadora informa que uma equipe do Distrito Federal realizou a retirada de fígado, enquanto o Hospital Santa Rosa foi responsável pela retirada dos rins e o Banco de Olhos de Cuiabá ficou responsável pela retirada das córneas.

“Esse desfecho se deu graças à parceria de vários envolvidos, como a equipe do MT Hemocentro, que realiza os exames de validação do doador, e as equipes de retirada do estado de Mato Grosso e Distrito Federal; além, é claro, da sensibilidade da família do falecido com a causa”, conclui Molina.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet