Notícias / Justiça

09/03/20 às 21:45

Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé

Nadja Vasques, TJ/MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé

Foto: Alair Ribeiro, TJ/MT

Ainda era início da madrugada de sábado (07/03) quando moradores de Poconé e região chegaram ao Sesc Pantanal para participar do terceiro e último “Dia D” da etapa fluvial da 13ª edição do Projeto Ribeirinho Cidadão, que começou em 28/02 e terminou no domingo (08/03). Entre os primeiros da fila estavam Carlúcio José da Silva, 56, e Núbia Vitória da Silva, 18, que pretendiam renovar o RG. “Aqui tem muita procura, se não chegar cedo, não consegue fazer todos os atendimentos”, disse Carlúcio, que conseguiu renovar o documento de forma totalmente gratuita.

A emissão do RG era apenas um dos serviços prestados no Dia D do projeto Ribeirinho Cidadão, que ofereceu também cópia de registro civil; fotografias 3x4; confecção de CPF; atendimento médico e odontológico; alistamento militar; carteira de pescador; atendimento jurídico pelo Juizado Especial Itinerante (JEI), Defensoria Pública e Ministério Público Estadual (MPE); corte de cabelo e design de sobrancelha; atividades educativas e recreativas para o público infantil; posto da Energisa para orientações e troca de lâmpadas comuns por LED; entre outros.

Realizado pelo Poder Judiciário, Defensoria Pública e demais parceiros, o Ribeirinho Cidadão tem como coordenador geral o juiz José Antônio Bezerra Filho. No encerramento, o magistrado avaliou que a 13ª edição do projeto ficou acima da expectativa, tanto em relação ao público atendido quanto à dedicação dos parceiros, que mais uma vez vestiram a camisa dos órgãos que representavam e se comportaram como servidores públicos que são, cumprindo a missão constitucional de servir ao cidadão.

O magistrado afirmou que essa edição reforçou a necessidade e viabilidade do projeto, em razão da resposta das comunidades ao chamamento e dos vários casos marcantes identificados pelas equipes na passagem pelas comunidades ribeirinhas. José Antônio Bezerra disse ainda que aproximar o Poder Judiciário do cidadão é uma das metas da gestão do presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, e que o Ribeirinho Cidadão atende essa expectativa.

Soluções rápidas - Problemas antigos foram solucionados com rapidez durante o ‘Dia D’ do Ribeirinho Cidadão em Poconé. Como o do lavrador José Vicente Ferraz, 55, separado da primeira esposa há 24 anos, mas ainda casado com ela no papel. Embora tenham mantido bom relacionamento após a separação amigável, a situação incomodava a ambos, que hoje moram distantes um do outro, mas sempre precisavam se encontrar para resolver ‘papelada’. No Ribeirinho Cidadão, ele procurou o posto da Defensoria Pública, e saiu de lá com a ação de divórcio pronta. 

A defensora pública Maria Luziane Ribeiro de Castro explicou que a situação de José Vicente tornava mais rápida a solução, já que eles não tinham bens e os quatro filhos do casal são todos maiores, portanto, não há o que discutir em termos de divisão de bens e pensão alimentícia. “Hoje o que se deseja é celeridade na Justiça, por isso iniciamos a ação por aqui e na segunda-feira (9/3) o processo será distribuído para a Defensoria Pública de Poconé”, explicou.

Capacitação - Parceira do Ribeirinho Cidadão, a empresária Débora Galvan, que junto com o filho prestou serviços de cabelereira aos ribeirinhos, durante a expedição fluvial, aproveitou o ‘Dia D’ de Poconé para capacitar, de graça, as mulheres interessadas em aprender um ofício e, assim, garantir o próprio sustento. Ela estava oferecendo curso de depilação egípcia (remoção dos pelos com linha de seda ou algodão) e designer de sobrancelha.

Entre as inscritas estava Solange Lemes Nascimento de Paula, 31, vendedora de produtos estéticos e perfumaria. Ela se interessou pela capacitação por entender que agregaria valor ao trabalho que ela já desenvolve. A intenção de Solange é oferecer esses serviços para as clientes que ela atende.

Com essa mesma ideia estava a manicure Celaine Marta, 20. Atualmente ela atende as clientes em casa, mas o objetivo é abrir seu próprio salão. Porém, para isso, precisa diversificar a oferta de serviços. Enquanto não abre a própria empresa, ela vai oferecer esses novos serviços para as suas clientes de unha. “Foi muito bom esse curso gratuito, porque em Poconé não tem e, quando tem, é pago”, destacou.

Casamento - Como é de costume, os casamentos comunitários encerram o ‘Dia D’ do Ribeirinho Cidadão nos municípios e, nesse quesito, Poconé fechou com chave de ouro. O projeto beneficiou 91 casais, que se não fosse a iniciativa do Poder Judiciário e parceiros, não teriam condições de oficializar a união, por falta de condições financeiras. A cerimônia foi realizada na sede da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) e contou com a participação de 90 casais, já que um deles dos noivos é detento e seria levado nesta segunda-feira (9/3) ao cartório.

O salão foi decorado pela Prefeitura, por meio do Centro de Referencia de Assistência Social (Cras), que também ofereceu um jantar aos noivos e convidados. Toda a cerimônia contou com acompanhamento do grupo musical do Instituto Ciranda, de Cuiabá. Também compuseram o grupo os violinistas Jhonni Campos e Oliver Yatsugafu, do Grupo de Cordas da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Entre esses casais havia dois jovens, ambos menores de idade, que apesar de viverem juntos e terem dois filhos, precisaram da autorização e assinatura dos pais para oficializarem a união. Raniel Monge da Silva, 17, e Cristina Vitória da Silva, 16, estão juntos desde 2013. O namorico infantil transformou-se em amor e os dois decidiram morar juntos. Ambos estavam felizes com o casamento, que segundo eles não seria possível sem o projeto, por falta de dinheiro.

Havia também membros da mesma família aproveitando a cerimônia. Vradimil Justino do Prado, 37, estava se casando com Vitória Gonçalves da Silva Campos, 39. Era o segundo casamento deles. A filha de Vradimil do primeiro casamento, Meury Nascimento do Prado, 17, também era uma das noivas. Ela estava se casando, devidamente autorizada pelo pai, com Damião Cosme da Costa, 23. E o filho de Vitória, Denis Gabriel da Silva Marques, 18, também estava formalizando a união com Dora Magalhães da Silva, 20, grávida do primeiro bebê do casal.

Parceiros - São mais de 50 parceiros envolvidos na entrega dos serviços do Ribeirinho Cidadão, conheça alguns deles: Tribunal Regional do Trabalho (TRT 23ª Região); Governo do Estado; Assembleia Legislativa de Mato Grosso; Prefeituras de Santo Antônio do Leveger, Barão de Melgaço e Poconé; Cartórios extrajudiciais; Polícia Rodoviária Federal (PRF-MT); Energisa, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT); Defesa Civil do Estado; Galvan Escola de Cabeleireiro; Ministério Público de Mato Grosso; Ministério do Trabalho; INSS; Samu; Receita Federal; Marinha do Brasil; Exército; Defesa Civil; Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), dentre outros.
  • Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé
  • Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé
  • Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé
  • Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé
  • Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé
  • Etapa fluvial do Ribeirinho Cidadão encerra atividades em Poconé
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet