Notícias / Água Boa

22/02/20 às 16:34

Mais uma etapa - VALEC envia proposta de Decreto de Utilidade Pública da FICO para ANTT

Ana Clara Aquino

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
A Superintendência de Meio Ambiente e Desapropriação (SUMAD) da VALEC enviou recentemente a solicitação do Decreto de Utilidade Pública (DUP) da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O DUP é um instrumento legal que garante a utilização do território necessário para a construção da FICO. Trata-se da delimitação das áreas que as obras da ferrovia poderão ocupar. A partir de sua aprovação, dá-se início ao processo de desapropriação e, por conseguinte, às obras. Por isso, o estudo que antecede a aprovação da DUP é de extrema importância.

O documento coloca em disponibilidade para o empreendimento áreas nos estados de Goiás e Mato Grosso.

Até 2017 o DUP era concedido pela Casa Civil, porém a partir de 2018 o órgão responsável por sua expedição é a ANTT. A gerência de desapropriação da SUMAD, que elaborou a proposta, tem expectativa de que ainda no primeiro semestre de 2020 a agência emita o documento.

Texto: Ana Clara Aquino (estagiária sob supervisão de Ana Márcia Caichiolo)

Atualização Água Boa News em 22/02/2020 às 16h46 - A FICO interligará a ferrovia Norte Sul na região de Mara Rosa norte de Goiás a Água Boa região do Araguaia no Leste Mato Grosso.


Com 888 km de extensão (383 km de Mara Rosa a Água-Boa e 505 km de Água Boa a Lucas do Rio Verde), esse trecho da Ferrovia Transcontinental chamada de FICO (Ferrovia de Integração Centro-Oeste) escoará a produção de grãos (soja e milho) do centro norte do estado de Mato Grosso, maior região produtora de soja do Brasil (o correspondente a 10% da produção mundial desse grão), em direção aos principais portos do país.

A FICO é um projeto da VALEC desde 2010, quando foi finalizado o Projeto Básico do primeiro segmento de Campinorte/GO a Água Boa/MT. Dois anos depois, foi concluído outro trecho adjacente, de Água Boa/MT a Lucas do Rio Verde/MT.

Recentemente, o projeto passou por revisão pelos técnicos da VALEC, o que resultou na atualização e otimização do traçado, otimizando inclusive a ligação da FICO com a Ferrovia Norte-Sul. Em vez de Campinorte/GO, a linha passou a ter como destino o município de Mara Rosa/GO. Dessa forma, a alteração proporcionou ganhos operacionais sem aumento de custo de implantação, quando comparado ao projeto de 2010.

O investimento previsto no PAC para toda a extensão da FICO é de R$ 6,11 bilhões.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Marino Franz

O futuro de Mato Grosso é o etanol

Um dos consensos em relação a pandemia do novo coronavírus é de que a partir da agora as pessoas ficarão mais atentas a saúde, sua relação com as questões ambientais e temas como...

 
 
 
 
Sitevip Internet