Notícias / Policial

08/01/20 às 22:07 / Atualizada: 08/01/20 às 22:25

Jataí (GO) - Ex-mulher confessa à polícia que atirou contra cantor sertanejo

Segundo a Polícia Civil, ela disse que encontrou o ex-marido por acaso e ficou com medo de uma reação negativa por causa de uma denúncia que ela fez contra ele. Artista foi baleado no pescoço e está internado em estado grave.

Rafael Oliveira, G1 GO

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Jataí (GO) - Ex-mulher confessa à polícia que atirou contra cantor sertanejo

Agnaldo Moraes, cantor em Jataí, Goiás

Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

A mulher suspeita de ter atirado contra o cantor sertanejo Agnaldo Moraes se apresentou espontaneamente à Polícia Civil nesta quarta-feira (8), em Jataí, região sudoeste de Goiás. A ex-mulher de 40 anos, já foi casada com o artista e confessou, em depoimento, ter efetuado quatro disparos contra o ex-marido.
 
O cantor Agnaldo Moraes, que formava a dupla Moraes e Mouracito, foi baleado no pescoço, próximo à casa dos pais dele, na manhã de terça-feira (7). A vítima foi levada ao Hospital das Clínicas Dr. Serafim de Carvalho, onde está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva, de acordo com boletim médico desta quarta-feira. Ele está entubado e sedado.
 
Segundo o delegado encarregado pelo caso, Agnaldo Coelho, a mulher foi liberada após o depoimento, pois não estava em situação de flagrante. Na delegacia, ela disse ter atirado quatro vezes, sendo que duas balas atingiram a vítima.
 
A arma, segundo o delegado, pertence a um cliente do atual marido dela, que é advogado. A mulher não soube dizer quem é o proprietário do revólver.
 
Mulher é suspeita de atirar no ex-marido em Jataí
Mulher é suspeita de atirar no ex-marido em Jataí
 
Motivo do crime
 
Ao delegado, a mulher explicou ter encontrado a vítima por acaso e ficou com medo de o cantor reagir mal por causa de uma denúncia que ela fez contra ele na polícia. Trata-se de uma processo por abuso sexual, ainda em tramitação na Justiça.
 
“Ela alegou ter encontrado com a vítima ocasionalmente na rua e, segundo ela, por conta de uma denúncia que ela fez contra ele na polícia, ficou com medo de que ele o fizesse algo de mal e acabou atirando contra o ex-companheiro”, esclarece o delegado.
 
Segundo o delegado responsável pela investigação, o cantor tem passagens na polícia por corrupção de menores e estupro de vulnerável.
 
Advogado do cantor, Reinaldo Fernandes disse que o cliente é réu nos casos citados pelo delegado, mas que não foi condenado por nenhum deles. Ainda de acordo com o defensor, há indícios de que as denúncias sejam "caluniosas" e que Moraes "nega veementemente a prática".
 
Revólver usado pela ex-mulher para atirar contra o cantor, em Jataí — Foto: Bruno Dourado/TV Anhanguera
Revólver usado pela ex-mulher para atirar contra o cantor, em Jataí — Foto: Bruno Dourado/TV Anhanguera
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet