Notícias / Meio Ambiente

04/01/20 às 11:43 / Atualizada: 04/01/20 às 11:49

Balanço 2019 - Batalhão Ambiental resgata 1.050 animais silvestres; 344 voltaram para a natureza

Maricelle Lima Vieira | PMMT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Balanço 2019 - Batalhão Ambiental resgata 1.050 animais silvestres; 344 voltaram para a natureza

Filhote de onça foi resgatado em Jaciara

Foto: PMMT

Policiais militares do Batalhão de Proteção Ambiental realizaram, de 1º de janeiro a 26 de dezembro de 2019, 1.050 resgates de animais silvestres. Desse total, 344 já foram devolvidos ao meio ambiente. Durante o ano, a unidade confeccionou 1,8 mil boletins de ocorrência, 963 autos de inspeção, 509 autos de infração, 478 termos de apreensão, 63 de notificações e 106 de embargos e interdições.

Da intensificação do policiamento ambiental, patrulhamento terrestre e barreiras policiais, foram abordados e orientados 51.807 cidadãos, revistados 20.904 veículos e 1.635 embarcações. Desse trabalho resultou a apreensão de 129 veículos automotores empregados na prática de crimes e ou infrações ambientais e de 76 armas de fogo e 1.116 munições intactas, destinadas à captura e abate de animais silvestres.  

O patrulhamento fluvial, com o objetivo de combater a pesca predatória e proteger a fauna mato-grossense, conseguiu apreender 447 materiais de pesca que estavam sendo empregados em situação irregular, 19 embarcações, 3 motores de popa. Foram ainda apreendidos 108 espinheis, 208 redes, 90 tarrafas empregados para pesca predatória, além de 18 toneladas de pescado irregular e mais 341 peças de peixes, fruto de pesca predatória que resultaram em crimes e ou infrações ambientais.

O comandante do batalhão, tenente-coronel Rodrigo Eduardo Costa, afirma que grande parte das ações da unidade são provocadas pelo trabalho ostensivo e através de denúncias. Para o comandante, as armas e munições apreendidas representam menos animais abatidos em ações de caçadores. Ele ainda destacou as 572 palestras realizadas durante o ano.

“Conscientizar crianças e adolescentes é prevenir possíveis agressores da natureza. Vamos continuar fomentando essa atividade, pois acreditamos que mostrar a importância de preservar é garantir o equilíbrio da natureza”.




O Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental atua desde o ano de 1983 em Mato Grosso, nas atividades de policiamento e fiscalização ambiental, na proteção da fauna, flora, recursos hídricos e florestais, das águas e mananciais, na repressão da poluição, caça e pesca ilegal, queimadas e desmatamento não autorizados.

O efetivo é distribuído nas unidades de Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres, Rondonópolis e Barra do Bugres, municípios que abrangem diversidades de rios, áreas do Pantanal mato-grossense e áreas de fronteira propensa ao tráfico de animais silvestres.

A unidade realiza operações próprias e em apoio a outros órgãos, como a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), além da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema).
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet