Notícias / Internacional

27/12/19 às 22:49 / Atualizada: 27/12/19 às 23:07

Revista Forbes - Os 10 bilionários que mais enriqueceram na década

Revista Forbes

Imprimir Enviar para um amigo
Revista Forbes - Os 10 bilionários que mais enriqueceram na década

Jeff Bezos, da Amazon

Foto: David Ryder/Getty Images

Retirada das páginas de um livro comprado por acidente na Universidade de Nebraska, a filosofia de investimento de Warren Buffett –compre e mantenha ações para sempre– provou ser uma das estratégias de melhor desempenho de todos os tempos. Também foi particularmente bem utilizada na década passada.

Apesar de doar grandes quantidades de ações da Berkshire Hathaway para instituições de caridade desde 2006 (total de US$ 34 bilhões), o Oráculo de Omaha está encerrando 2019 com um patrimônio líquido de aproximadamente US$ 89 bilhões, um aumento de aproximadamente US$ 42 bilhões desde 2010 e fazendo dele o sétimo maior bilionário dos últimos dez anos. Buffett nunca vendeu nenhuma Berkshire e cerca de 98% de sua fortuna é composta por ações da empresa.

 
A estratégia de nunca desistir também funcionou para a maioria dos outros ganhadores da década, todos estão pelo menos US$ 40 bilhões mais ricos que em 2010. Ao todo, os dez bilionários da lista acrescentaram US$ 555 bilhões às suas fortunas. Um testemunho da maior alta já registrada, todos são fundadores ou executivos de longo prazo, antigos e atuais, de empresas públicas que dominaram as manchetes da década. Como Buffett, eles obtiveram grande pontuação ao manter posições massivas nessas empresas.

O ex-CEO da Microsoft, Steve Ballmer, por exemplo, cedeu seu papel ao atual executivo-chefe Satya Nadella em fevereiro de 2014, depois de supervisionar o crescimento morno por mais de uma década, mas rapidamente declarou seu compromisso com a gigante do software. “Eu sangro pela Microsoft há 34 anos e sempre irei”, disse Ballmer quando deixou o conselho meses depois. “A empresa mudará para alturas mais altas. Vou me orgulhar e ser beneficiado pela propriedade de minhas ações ”, acrescentou.

Oito dos dez maiores ganhadores ganham 80% ou mais de sua fortuna com ações de empresas que fundaram ou anteriormente lideraram. Isso inclui não apenas Ballmer e Buffett, mas também Mark Zuckerberg, do Facebook; Bernard Arnault, da LVMH; e Jeff Bezos, da Amazon. Apesar de passar pelo divórcio mais caro da história, Bezos também é o maior ganhador de toda a década, tendo embolsado US$ 97,4 bilhões desde 2010. Ele agora é a pessoa mais rica do mundo, enquanto, no início da década, estava pelo número 43.

Jack Ma, um ex-professor de inglês que cresceu pobre na China, detém cerca de 60% de sua fortuna em Alibaba, o monólito de comércio eletrônico que iniciou há apenas 20 anos, com US$ 60 mil em capital. A listagem do Alibaba na Bolsa de Valores de Nova York em setembro de 2014 foi o maior IPO de todos os tempos. Outros 9% de seu patrimônio líquido vêm da afiliada de fintech da empresa, a Ant Financial, que é o unicórnio mais valioso do mundo, no valor de US$ 150 bilhões. Agora a pessoa mais rica da China, Ma começou a década com US$ 1,2 bilhão.

O único vencedor que não detém a maior parte de sua fortuna em uma ação é Bill Gates. O visionário do software vendeu ou doou a maioria das ações da Microsoft que o enriqueceram, em vez de construir um império de investimentos mais diversificado. Ele subiu US$ 54,6 bilhões nesta década.

10. Jack Ma (Alibaba)
Patrimônio em 2010: US$ 1,2 bilhão
Patrimônio em 2019: US$ 42 bilhões
Ganhos: US$ 40,8 bilhões

9. Sergey Brin (Alphabet)
Patrimônio em 2010: US$ 17,5 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 58,8 bilhões
Ganhos: US$ 41,3 bilhões

8. Steve Ballmer (Microsoft)
Patrimônio em 2010: US$ 14,5 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 56,3 bilhões
Ganhos: US$ 41,8 bilhões

7. Warren Buffett (Berkshire Hathaway)
Patrimônio em 2010: US$ 47 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 88,8 bilhões
Ganhos: US$ 41,8 bilhões

6. Larry Page (Alphabet)
Patrimônio em 2010: US$ 17,5 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 61 bilhões
Ganhos: US$ 43,5 bilhões

5. Amancio Ortega (Zara)
Patrimônio em 2010: US$ 25 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 74,9 bilhões
Ganhos: US$ 49,9 bilhões

4. Bill Gates (Microsoft)
Patrimônio em 2010: US$ 53 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 107,6 bilhões
Ganhos: US$ 54,6 bilhões

3. Mark Zuckerberg (Facebook)
Patrimônio em 2010: US$ 4 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 72 bilhões
Ganhos: US$ 68 bilhões

2. Bernard Arnault (LVMH)
Patrimônio em 2010: US$ 27,5 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 107,7 bilhões
Ganhos: US$ 80,2 bilhões

1. Jeff Bezos (Amazon)
Patrimônio em 2010: US$ 12,3 bilhões
Patrimônio em 2019: US$ 109,7 bilhões
Ganhos: US$ 97,4 bilhões.

Fonte: FORBES Brasil
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet