Notícias / Logística

19/12/19 às 09:06 / Atualizada: 19/12/19 às 09:28

Concessão das BRs 364/365/MG/GO terá sete pedágios com tarifa a R$ 4,69

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Ecovias do Cerrado irá explorar por 30 anos o trecho das BRs

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Concessão das BRs 364/365/MG/GO terá sete pedágios com tarifa a R$ 4,69

NOCA CONCESSÃO: A ANTT e a empresa Ecovias do Cerrado assinam, nesta quarta (19), às 12h30, em Brasília (DF), o contrato de concessão das BR-s 364/365/MG/GO

Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), representada pelo seu diretor-geral, Mario Rodrigues Junior, e a concessionaria Ecovias do Cerrado, representada pelos Srs. Alberto Lodi e Lui Salvador, assinaram nesta quinta-feira (19), às 12h30, no Ministério da Infraestrutura, em Brasília (DF), o contrato de Concessão da BR-364/365/MG/GO, trecho entre o entroncamento com a BR-060 (Jataí-GO) e o entroncamento com a LMG-749 (Contorno Oeste de Uberlândia-MG).

De acordo com a ANTT, em setembro deste ano a EcoRodovias Concessões e Serviços S.A. venceu o certame com uma tarifa básica de pedágio de R$ 4,69364, o que representou um deságio de 33,14%. Os trechos que serão concedidos totalizam 437 km e preveem investimentos de R$ 4,59 bilhões pelo período de 30 anos.

30 anos de exploração

A concessão consiste na exploração, por 30 anos, da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, operação, manutenção, monitoração, conservação, implantação de melhorias, ampliação de capacidade e manutenção do nível de serviço do sistema rodoviário nos trechos:


A concessão consiste na exploração, por 30 anos, da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, operação, manutenção, monitoração, conservação, implantação de melhorias, ampliação de capacidade e manutenção do nível de serviço do sistema rodoviário nos trechos:


A extensão total do trecho a ser concedido é de 437 quilômetros e compreende 11 municípios; cinco em Goiás (Aparecida do Rio Doce, Cachoeira Alta, Jataí, Paranaiguara e São Simão) e seis em Minas Gerais (Santa Vitória, Gurinhatã, Ituiutuba, Canópolis, Monte Alegre de Minas e Uberlândia).

As praças de pedágio serão distribuídas da seguinte forma:

·         Praça 1 – Uberlândia (MG) – km 652,5
·         Praça 2 – Monte Alegre de Minas (MG) – km 706,7
·         Praça 3 – Ituiutaba (MG) – km 769,2
·         Praça 4 – Santa Vitória (MG) – km 837,8
·         Praça 5 – Paranaiguara (GO) – km 29
·         Praça 6 – Cachoeira Alta (GO) – km 97,3
·         Praça 7 – Jataí (GO) – km 158,5



A taxa interna de retorno de projeto (real), estabelecida pelo poder concedente é de 9,2% a.a. , o que resultou na tarifa máxima de pedágio de R$ 7,30 (sete reais e trinta centavos).

Como principais obras a serem realizadas, destaca-se a duplicação de 44 km de rodovia, a implantação de 160 km de terceiras faixas em pistas simples, a adequação e a implantação de 80 km de acostamentos, além de obras de melhorias como vias marginais (19 km), viadutos (2), passagens inferiores, rotatórias, passarelas, melhoria dos acessos e a recuperação e implantação dos sistemas elétricos de iluminação relacionados. 

Saiba mais sobre a concessão neste link.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet