Notícias / Agricultura

18/12/19 às 03:13

Santo Antônio de Leverger - Pesquisa da Empaer auxilia pecuarista na escolha do plantio e evita impactos ambientais

Esse é um trabalho inédito que faz levantamentos de solos para verificar a capacidade do uso agrícola com o plantio de culturas anuais

Rosana Persona | Empaer-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Santo Antônio de Leverger - Pesquisa da Empaer auxilia pecuarista na escolha do plantio e evita impactos ambientais

O pecuarista Joarez quer saber se a escolha das culturas é compatível com o solo existente na sua área

Foto: João de Melo/Empaer

O pecuarista Joarez Vilas Boas, proprietário de uma área de 658 hectares, localizada no município de Santo Antônio do Leverger (34 km ao Sul de Cuiabá), solicitou da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) um levantamento de solos da sua propriedade para verificar a capacidade do uso agrícola, como por exemplo, realizar o plantio de culturas anuais como soja, milho em integração com pasto.

O Doutor em Agricultura Tropical e pesquisador da Empaer, Fabricio Tomaz Ramos, fala que esse trabalho é inédito no Estado e pretende auxiliar produtores rurais na definição de cultivos e criações em suas terras evitando impactos ambientais, sociais e econômicos.

Com a criação de gado de corte, o pecuarista e também cirurgião dentista, possui a fazenda há mais de 18 anos. Ele tem a intenção de diversificar o plantio para soja, milho e pasto, caso a pesquisa confirme a aptidão para cultivos anuais. Antes de fazer o investimento quer saber se a escolha das culturas é compatível com o solo existente na sua área.

O trabalho de pesquisa mostra que a terra deve ser usada em função da sua capacidade de uso adequada, que pressupõe a disposição apropriada de florestas ou reservas, cultivos perenes, cultivos anuais, pastagens e etc.


Foto: João de Melo | Empaer
 
Com um plantel de 270 cabeças de gado nelore, o pecuarista utiliza técnicas do bem-estar animal que garante o acesso dos animais a comida, água fresca, manejo adequado e outros. Da mesma forma, quer utilizar da tecnologia para realizar cultivos anuais.

“A intenção é verificar quais culturas podemos cultivar e quais não devemos. Quero verificar de forma científica o que posso produzir, que seja viável para o solo e para a manutenção da fazenda”, salienta.

De acordo com Fabrício, essa metodologia é muito útil para planejar o uso agropecuário e garantir a conservação do solo e dos recursos hídricos, pois garantirá que os solos sejam usados de acordo com a sua máxima capacidade sem degradá-los. A pesquisa vai descobrir o potencial das terras e a metodologia poderá ser aplicada em qualquer propriedade rural, independente do seu tamanho.

Usar a terra conforme sua capacidade e aptidão agropecuária específica, segundo o pesquisador, é a primeira estratégia para contribuir com uma agricultura sustentável e conservacionista do meio ambiente. Esse é um trabalho piloto executado pela área de pesquisa e extensão rural da Empaer, que considera dados de solo, clima, vegetação, entre outros.

O trabalho conta com a parceria do engenheiro agrônomo da Empaer, Osmar de Assis Alves e do engenheiro florestal e mestrando da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Hector Lopes de Oliveira.


Foto: Extensionistas | Empaer
 
De acordo com Ramos, já foram coletadas mais de 100 amostras de solo e encaminhadas para o laboratório. A previsão é que em março de 2020, o pecuarista tenha os resultados. O trabalho de campo e análises laboratoriais vão levar 90 dias para a conclusão. A intenção da equipe é aplicar essa metodologia de forma participativa para outros produtores interessados. “Nosso trabalho tem a finalidade de contribuir com a agricultura de Mato Grosso”, enfatiza.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet