Notícias / Curiosidades

13/12/19 às 15:59 / Atualizada: 26/06/20 às 17:50

Economia e sustentabilidade: como os folhetos online colaboram para a proteção ambiental

Novas soluções chegam ao mercado para ajudar os consumidores a comprar com consciência e serem mais sustentáveis. Conheça os folhetos online e a proposta de proteção do meio ambiente e de economia.

Luana Biral

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Discussões sobre economia de recursos naturais e financeiros são cada vez mais frequentes na sociedade. Afinal, a proteção ambiental deixou de ser uma ideia distante para se tornar uma necessidade para o futuro das próximas gerações. Novas propostas surgem diariamente para que o ser humano cause menos impacto no planeta, como é o caso dos folhetos online, que unem economia e sustentabilidade. Mas como eles funcionam e porque são positivos?


Pesquisa de preços sustentável

Digamos que você faça suas compras em grandes redes de supermercado e pegue sempre o folheto de promoções. Já pensou quanto lixo foi gerado dessa simples atitude? Para diminuir impactos, sites de catálogos surgiram na internet. Assim, o usuário pode visualizar ofertas de mercados como o Walmart1 atualizadas, aproveitar as promoções semanais dos mais variados artigos, realizando uma pesquisa sem sair de casa. Para quem busca ofertas natalinas, pode ser um prato cheio. Você pode encontrar no catálogo o tradicional Chester Perdigão por R$15,98 ou o Briscker Rezende por R$11,98. É só conferir online e preparar a lista para a sua festa de final de ano.

Segundo dados divulgados pela assessoria do Kimbino, um portal de catálogos online, uma grande árvore produz cerca de 80 mil folhas de papel A4. Parece muito, mas quando consideramos que a maioria das lojas e mercados realizam a impressão de milhares de catálogos anualmente, sendo que boa parte deles não são reaproveitados com a reciclagem, podemos ter a dimensão do problema. Por isso, pensar em meios alternativos de informação é tão relevante para a humanidade.

Esse tema tem maior proporção quando analisamos somente o Brasil. Em reportagem veiculada pela Revista Veja3, com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), apenas 22% dos municípios do Brasil possui coleta seletiva pública, e 15% dos municípios possuem pelo menos uma Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis. Esse número é bem pequeno, principalmente porque a média de produção de lixo por pessoa no país é de 1 kg por dia.

Mas como deixar de consumir folheto impresso faz tanta diferença? A conta é simples: a medida que o comportamento de visualizar catálogos pela internet se torne padrão, as empresas vão perceber que não é necessário imprimir grandes quantidades, diminuindo o número até que não tenha mais a necessidade de folhetos físicos.

É claro que, como todo comportamento, é necessário paciência para que isso se torne um hábito. Mas além de gerar menos lixo para o planeta, o catálogo online conta com outra vantagem: a possibilidade de encontrar ofertas e comparar preços. É como se o usuário tivesse todas as lojas no seu bolso para escolher aquela que for mais acessível.


Consumo consciente também protege o meio ambiente

Se por um lado um folheto online evita a impressão da versão física, o que gera menos lixo, e consequentemente menos impacto para o ecossistema, visualizar ofertas pela internet também faz bem para o bolso, incentivando o consumo consciente. Só assim podemos considerar as compras uma experiência ecofriendly3.

O consumo consciente é aquele em que o comprador consegue ter noção dos impactos positivos e negativos de uma aquisição, considerando ainda a necessidade real de comprar determinado item. Esse tipo de consumo também permite que o consumidor esteja mais informado das práticas das empresas e escolha aquela que tenha políticas de sustentabilidade.

Quando pesquisamos preços em plataformas de catálogos, como o já citada Kimbino, estamos praticando o consumo consciente em sua primeira etapa, a pesquisa. Nesse tipo de site, é possível verificar ofertas dos mais diversos mercados e lojas, sem precisar sair de casa. Assim, além de evitar o gasto de recursos naturais como combustível para ir até uma unidade de comércio, o consumidor tem a certeza de ter encontrado o melhor preço para suas compras.

Na prática, isso significa que o folheto online une dois conceitos importantes: a sustentabilidade e a economia. Ou seja, enquanto protegemos o meio ambiente, estamos poupando dinheiro para investir na realização de outros objetivos.


Outras maneiras de praticar a sustentabilidade

Pesquisar preços em sites de catálogos online é uma ótima maneira de praticar a sustentabilidade, mas existem outras atitudes que você aplicar em sua rotina. Seja desligando as luzes quando não há ninguém no ambiente, diminuindo o tempo gasto no chuveiro ou mesmo reaproveitando a água da máquina de lavar roupas, não faltam possibilidades para fazer sua parte no desenvolvimento de um futuro melhor. E então, vamos começar a mudança?
 
Fonte: [1] Catálogo Walmart: www.kimbino.com.br/walmart

[2] Revista Veja: https://veja.abril.com.br/ciencia/reciclagem-gerou-70-milhoes-de-reais-entre-2017-e-2018/

[3] Vvale: https://www.vvale.com.br/tecnologia/ir-compras-pode-ser-uma-experiencia-sustentavel-e-ecofriendly/
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - 'Destino da Terra e causas das misérias humanas'

“Admira-se de encontrar sobre a Terra tanta maldade e más paixões, tantas misérias e enfermidades de toda a sorte, concluindo-se quão deplorável é a espécie...

 
 
 
 
Sitevip Internet