Notícias / Policial

04/12/19 às 14:19 / Atualizada: 04/12/19 às 14:27

Conquista D’Oeste (MT) - PF desarticula esquema de extração ilegal de aroeira em reserva indígena

Operação Ybyrá combate organização criminosa responsável pela prática de crimes ambientais na região da reserva indígena Sararé.

Assessoria PF

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Conquista D’Oeste (MT)  - PF desarticula esquema de extração ilegal de aroeira em reserva indígena

Foto: Assessoria PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 04/12, a operação Ibyrá, para combater a ação de uma organização criminosa que atuava no processo de extração ilegal de aroeira na região da Terra Indígena Sararé. A reserva fica localizada no município de Conquista D’Oeste-MT, a cerca de 538 km de Cuiabá/MT.



Cerca de 65 policiais federais cumprem 25 ordens judiciais expedidos pela Justiça Federal de Cáceres-MT, dentre as quais constam 12 mandados de prisão e 13 mandados de busca e apreensão nas cidades de Nova Lacerda/MT e Conquista D’Oeste/MT.  

De acordo com o que foi apurado, a PF detectou a participação de lideranças indígenas na estrutura da organização, uma vez que os índios envolvidos permitiam a exploração da reserva em troca de pagamentos periódicos ou outros benefícios. Na operação estão sendo presos indígenas, madeireiros, e uma grande propriedade rural está sendo arrestada (apreendida judicialmente) por ter adquirida madeira oriunda da  reserva indígena.

 A investigação teve início no ano de 2017, a partir de uma prisão em flagrante realizada em uma ação de fiscalização de Terra Indígena. Tais fiscalizações visavam coibir a prática de crimes ambientais no interior das reservas e são coordenadas pela FUNAI, contando com o apoio do IBAMA e de forças policiais.

No período da investigação, foram apreendidas mais de 1200 lascas de aroeira avaliadas em mais de 50 mil reais. A operação visa também identificar outras pessoas responsáveis pela aquisição da aroeira, as quais serão indiciadas pelo crime ambiental e pela organização criminosa, bem como os imóveis serão apreendidos para ressarcimento ambiental. O foco da exploração ambiental investigada na operação foi a extração da aroeira, espécie que tem o corte proibido em floresta primária desde 1991, por uma portaria normativa expedida pelo  IBAMA.

 Os presos estão sendo conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal, em Cáceres, onde serão ouvidos e encaminhados à cadeia local permanecendo à disposição da Justiça.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Jesus pode até voltar...

   “Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco: – O Espírito de Verdade, que o mundo não pode receber...

 
 
 
 
Sitevip Internet