Notícias / Notícias Gerais

29/11/19 às 16:27

Paciente pega arma de agente penitenciário e faz disparos dentro de pronto-socorro psiquiátrico em Goiânia

Adolescente é dependente químico e aproveitou "descuido" do servidor que fazia uma escolta para pegar a arma. Ele tentou fugir, mas foi apreendido.

Vitor Santana

G1 Goiás

Imprimir Enviar para um amigo
Paciente pega arma de agente penitenciário e faz disparos dentro de pronto-socorro psiquiátrico em Goiânia

Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia via G1 GO

Um paciente do Pronto-Socorro Psiquiátrico Wassily Chuc pegou a arma de um agente prisional e fez disparos dentro da unidade na quinta-feira (28), em Goiânia. Ninguém ficou ferido. O adolescente que pegou a arma tentou fugir, mas foi apreendido logo em seguida.
 
Em uma denúncia enviada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego), o médico diz que era o único no plantão e que um paciente menor, dependente químico, pegou a arma do servidor que fazia a escolta de outro paciente e fez disparos na direção de uma funcionária do local.
 
A assessoria de imprensa do Cremego informou que a denúncia do médico foi encaminhada à Ouvidoria da instituição, que determinou uma fiscalização no pronto-socorro. O relatório e a cobrança por melhorias serão encaminhadas aos responsáveis pela gestão da unidade.
 
"O Conselho vai acompanhar a situação da unidade com o objetivo de garantir condições de trabalho aos médicos e de assistência aos pacientes", diz o comunicado.
 
A DGAP explicou que o fato está sendo apurado pela instituição e que o caso foi encaminhado à Polícia Civil para que sejam feitas as investigações necessárias.
 
Após os disparos, a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar foram chamadas. O adolescente foi apreendido e a arma, recuperada. Um boletim de ocorrência foi registrado.
 
Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o ocorrido “foi um descuido por parte do agente prisional que escoltava outro paciente na unidade” e que a unidade conta com segurança 24 horas feita pela Guarda Civil Metropolitana.
 
Sobre a quantidade de médicos, a secretaria explicou que no momento do incidente havia um médico no primeiro atendimento e um na internação.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - 'Destino da Terra e causas das misérias humanas'

“Admira-se de encontrar sobre a Terra tanta maldade e más paixões, tantas misérias e enfermidades de toda a sorte, concluindo-se quão deplorável é a espécie...

 
 
 
 
Sitevip Internet