Notícias / Nacional

22/11/19 às 07:01 / Atualizada: 22/11/19 às 07:07

Petrobras arrenda fábricas que estavam paralisadas no Nordeste

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Petrobras arrenda fábricas que estavam paralisadas no Nordeste

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A Petrobras arrendou nesta quinta-feira (21) as fábricas de fertilizantes nitrogenados da Bahia e de Sergipe para a empresa Proquigel Química S.A, que terá o controle das unidades por um período de dez anos, renováveis por mais dez. O arrendamento inclui também os terminais marítimos de amônia e ureia no Porto de Aratu, na Bahia. O negócio envolve R$ 177 milhões.

De acordo com a diretora de Refino e Gás Natural da Petrobras, Anelise Lara, o arrendamento das unidades vai permitir que as fábricas de fertilizantes, que estavam paralisadas, voltem a operar, gerando novos empregos e atraindo investimentos para os estados da Bahia e de Sergipe.

“Nosso planejamento estratégico concentra investimentos na produção de óleo e gás no Brasil. Ao focarmos nas atividades principais da empresa, estamos também abrindo espaço para que novas empresas surjam e comecem a investir em novos segmentos. Isso trará benefícios tanto para Bahia, quanto para Sergipe, pois abre novas perspectivas para as economias locais. A expectativa é que todos os envolvidos ganhem com o negócio”, explicou Anelise, em nota.

A Proquigel é subsidiária da Unigel, cujas principais linhas de produtos são: acrilonitrila, metacrilato, produtos para mineração e fertilizantes, sendo a maior produtora nacional de sulfato de amônio. A Unigel é uma empresa 100% brasileira e uma das maiores indústrias petroquímicas do país, atuando nos negócios de estirênicos, acrílicos e fertilizantes. Possui unidades industriais tanto no Brasil como no México. Sua base de clientes abrange diversos setores industriais como: papel e celulose, têxtil, eletrônicos, embalagens, eletrodomésticos, construção civil, automotivo, agronegócios, mineração e indústria química, sendo atuantes no Brasil e no exterior.

Unidades arrendadas

A Fábrica da Bahia é uma unidade de fertilizantes nitrogenados com capacidade de produção total de ureia de 1.300 toneladas por dia. Também comercializa amônia, gás carbônico e agente redutor líquido automotivo (Arla 32). A unidade de Sergipe tem capacidade de produção total de ureia de 1.800 toneladas por dia. Também comercializa amônia, gás carbônico e sulfato de amônio (também usado como fertilizante).
Imprimir Enviar para um amigo

comentar3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Cidadão, em 30/11/19 às 09:06

    Me explica caro Luiz Gonzaga Domingos, onde está o golpe em arrendar fábricas fechadas que estão se deteriorando com o tempo? Fábricas estas que foram fechadas devido a incompetência dos governos anteriores. De quem é a culpa da roubalheira e quebradeira de Petrobras ? Do governo que esta aí a 11 meses ou de quem ficou 13 anos no poder ?

  • por Cidadão, em 30/11/19 às 08:51

    Golpista foi e é o PT que saqueou a nação, que quebrou a Petrobras, que era uma das maiores empresas do mundo. O governo precisa privatizar tudo, pois nada que o governo administra dá lucro, só serve para cabide de empregos e troca de favores, para manter funcionários onerosos e incompententes. O Brasil está mudando e vai mudar, fora PT.

  • por Luis Gonzaza Domingues, em 22/11/19 às 18:13

    A mídia golpista desinformada ou com má intensão divulga informações dos milicianos militares que estão no poder central para transformar o Nordeste e a Petrobrás em algo negativo ou que não estaria funcionando por incompetência dos mesmos. Dessa maneira, eles poderam entregar para os ESTADOS UNIDOS terrorista nossas riquezas naturais e também nossas empresas.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

A Exclusão e o Pancadão

Uns anos atrás, escrevi um artigo sobre a repressão praticada pelos seguranças dentro dos shoppings centers em São Paulo, uma vez que não permitiam que grupos de jovens da periferia, que marcavam encontros chamados...

 
 
 
 
Sitevip Internet