Notícias / Educação

19/11/19 às 19:47

As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT

Liebe Lima/AXA

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT

Foto: Liebe Lima/AXA

O Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA Creuslhi de Souza Ramos em Confresa, MT realizou neste mês de novembro a IV Mostra de Educação CEJA e II Feira de Economia Solidária com a participação de toda a comunidade. As oficinas estiveram abertas a todos que quiseram vir trabalhar nos variados temas que foram abordados, desde a culinária vegana, com a preparação de carnes de caju e jaca, como também artesanatos a partir materiais diversos, plantios agroecológicos, hidropônia e comunicação popular.

Neste ano o tema gerador da Mostra foi “Mulheres, Sementes, R_existência, identidade, gênero e geração de renda” e para quem passou por lá, não havia como passar desapercebido ou não se sensibilizar, pois estava em toda parte, se expressando nos variados cartazes, artes manuais e textos que foram criados pelos alunos ao longo do ano. A perda de uma aluna do CEJA, vítima de feminicídio em 2019 foi um fato que causou grande comoção e desencadeou a consciência sobre a importância de refletir em torno do assunto e buscar formas de prevenção e proteção de mulheres e crianças vítimas da violência.

Durante todo o evento que ocorreu entre os dias 06 a 09/11 os corredores do CEJA ficaram lotados com a mostra e venda de produtos da agricultura familiar trazidos pelos grupos de comunidades do entorno e de municípios vizinhos. A grande presença da agricultura familiar na região se dá pela ocupação de 61% do território municipal de Confresa destinado à Reforma Agrária, com 15 projetos de assentamentos e segundo informações do INCRA, com 4.785 famílias assentadas, o que a torna a capital da reforma agrária no Brasil. Com esta característica de grande riqueza na produção de alimentos a cidade realiza quatro feiras semanais para venda direta dos produtos ao consumidor.
 
Mostra de produtos da Agricultura familiar no CEJA – Creslhi de Souza Ramos – Foto: Liebe Lima/AXA
 
A II Feira de Economia Solidária foi levada para o CAMILÂO no centro da cidade e os indígenas do Povo Tapirapé, da Terra Indígena Urubu Branco, que ocupam 3% do território de Confresa, trouxeram seus produtos e artesanatos com a presença de muitas mulheres, jovens e crianças. Eles emprestaram à Feira, os seus tons de diversidade, colorindo e matizando a mistura das muitas e diferentes gentes que vieram trazendo sua produção e iniciativas socioambientais e artísticas. A  ARSX – Rede de Sementes do Xingu apresentou o trabalho de coleta de Sementes florestais para a recuperação de áreas degradadas e plantios de florestas, o IFMT – Instituto Federal de Mato Grosso com o Coral de alunos cantando arranjos de autores da Musica Popular Brasileira e peças do imaginário popular como a “Lua Girou” que ficou conhecido na voz de Milton Nascimento.
 
Indígenas do Povo Tapirapé participando da II Feira de Economia Solidária de Confresa, MT – Foto: Liebe Lima/AXA
 
O evento realizado pelo CEJA na IV Mostra de Educação é uma expressão prática do que pode vir a ser a imanência desde a escola irradiando para toda a comunidade o seu papel propositivo para que a sociedade elabore sobre temas que nos requerem reflexões sérias, assim como o faz Paulo Freire quando diz em sua pedagogia do oprimido: “Gosto de discutir sobre isto porque vivo assim. Enquanto vivo, porém não vejo. Agora sim, observo como vivo”.

Ver abaixo vídeo com depoimento da Professora Maria José do CEJA de Confresa, MT...
 
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
  • As mulheres na IV Mostra de Educação CEJA em Confresa, MT
Imprimir Enviar para um amigo

Vídeo Relacionado

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

São Luís em Dezembro

O sinos do Natal já podem ser ouvidos nos seus sons distantes Quando eu era menino e começava, em São Bento, a descobrir o mundo com suas belezas, a primeira coisa que me encantava era o campo verde, lindo tapete de capins:...

 
 
 
 
Sitevip Internet