Notícias / Notícias Gerais

19/11/19 às 12:29 / Atualizada: 21/11/19 às 12:21

O posicionamento da criptomoeda no Brasil

Redação

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
A regulamentação das moedas digitais está gerando debates ao redor do mundo e a tendência é que essas conversas se intensifiquem ainda mais. Como no Brasil o assunto também está em alta, muito tem sido discutido nos últimos meses sobre a criação de uma legislação específica que regulamente as criptomoedas por aqui. Entre os especialistas da área, existe a defesa de que o país adote parâmetros semelhantes aos de Portugal e outros seus países, que optaram por não aplicar impostos sobre o consumo da atividade.

Mesmo que ainda não possua uma legislação específica no Brasil, as moedas digitais têm se popularizado cada vez mais e conquistado milhares de usuários em todo o país. O que acontece é que a ausência de regulamentação faz com que a prática não seja proibida, o que já permite que usuários realizem transações e investimentos por meio das criptomoedas sem empecilhos. É nesse contexto que o forex pode ser uma opção segura de investimento, que vem atraindo pessoas interessadas em investir no câmbio de moedas.



Mas afinal, o que são as criptomoedas?

De maneira sucinta, os criptoativos, mais conhecidos como criptomoedas, são moedas, assim como o real, dólar ou euro, sendo a bitcoin a mais relevante na atualidade. A questão principal aqui, reside no fato de que esta moeda é digital, ou seja, não existe fisicamente.

Outra diferença essencial é que sua emissão não é controlada pelo Banco Central, como ocorre com as moedas físicas, mas é produzida de maneira descentrada em diversos computadores que “emprestam” sua capacidade para a criação das moedas e registro das transações realizadas. Esse processo de criação é chamado de “mineração”. Um processo semelhante foi utilizado em um projeto para filtrar água, fazendo com que uma brasileira vencesse um prêmio da ONU.

A valorização ou não do valor da bitcoin e demais criptomoedas segue as regras gerais do mercado. Dessa maneira, quanto maior a demanda, maior é a sua cotação. É possível adquirir serviços e produtos em todo o mundo por meio desta moeda digital.


Expansão das criptomoedas

Apesar de ser uma moeda que permite a compra e venda de serviços e produtos em todo o mundo, conforme mencionado anteriormente, as moedas digitais são aceites até ao momento por um número bastante reduzido de empresas. Isso, contudo, começa a se modificar uma vez que vários países iniciam um movimento de regulamentação das criptomoedas, o que também está ocorrendo no Brasil.
Em países como Portugal e Japão, contudo, os avanços ocorrem de maneira muito mais rápida que aqui. Este último, por exemplo, passou a admitir a bitcoin como um meio de pagamento legal desde abril deste ano. Espera-se, com isso, que até o final de 2019 até 300 mil estabelecimentos japoneses já aceitem a moeda.


Libra

Este ano, um elemento em particular tornou ainda mais acalorada as discussões em torno das moedas digitais: o anúncio da Libra, a criptomoeda do Facebook.

Os questionamentos em torno da Libra são realizados por economistas e legisladores de todo o mundo, que temem que o Facebook – que já conta com as três principais redes sociais do mundo sob o seu poderio: o próprio Facebook, o Instagram e o WhatsApp – adquira ainda mais poder com a popularização de uma moeda digital própria.

A desconfiança em torno do Facebook e de seu criador, Mark Zuckerberg, não gera nenhuma surpresa, tendo em vista que a rede social já coletou informações de seus usuários sem notificá-los, utilizou-os como cobaias e também está no centro de polêmicas em relação a possíveis casos de manipulação de eleições em diversos países.

Mais recentemente, Zuckerberg declarou que políticos poderiam mentir em anúncios do Facebook, o que gerou revolta até mesmo entre os funcionários da empresa.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

São Luís em Dezembro

O sinos do Natal já podem ser ouvidos nos seus sons distantes Quando eu era menino e começava, em São Bento, a descobrir o mundo com suas belezas, a primeira coisa que me encantava era o campo verde, lindo tapete de capins:...

 
 
 
 
Sitevip Internet