Notícias / Justiça

14/11/19 às 09:35 / Atualizada: 14/11/19 às 09:50

Promotora de Justiça que já atuou em Água Boa toma posse na cadeira 37 da AML

Ana Luíza Anache da assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Promotora de Justiça que já atuou em Água Boa toma posse na cadeira 37 da AML

Foto: Assessoria

A promotora de Justiça Lindinalva Correia Rodrigues tomou posse na cadeira de número 37 da Academia Mato-grossense de Letras (AML) na noite de terça-feira (12), em Cuiabá. “As letras me trouxeram até aqui. E existe algo de mágico em um sonho que se realiza, uma energia, um silêncio, um perfume e um monte de palavras não ditas e desnecessárias. É um instante que, se pudesse ser congelado, transformar-se-ia em poema, uma epopeia de gente com gente e de um chorar de alegria só concretizado em poesia. Com muita honra ocuparei a cadeira 37 desta Academia”, afirmou a mais nova imortal de Mato Grosso no discurso de posse. 

“Essa noite tem um simbolismo especial para nós, mulheres. Pois essa casa me acolhe enquanto escritora, jurista, feminista e militante dos direitos humanos das mulheres, onde tomo posse pelas mãos de uma mulher, a presidente Sueli Bastita, e sou recepcionada por outra grande humanista, a juíza Amini Haddad Campos. A sobrevivência das mulheres em um mundo tão fortemente marcado pelo masculino não é fácil. Razão maior de nosso regozijo pelo sucesso de uma trajetória celebrada em um espaço historicamente tradicional e conservador como a Casa Barão de Melgaço”, acrescentou. 

Conforme a promotora de Justiça, compor a Academia Mato-grossense de Letras era um sonho antigo. “Para mim é uma conquista muito importante como mulher e também como representante do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, ser a 15ª mulher a assumir a Academia com quase 100 anos. Pretendo trazer para cá os projetos sociais que sempre fiz junto à comunidade. O meu projeto é aproximar a academia da comunidade, levando cultura principalmente para as comunidades mais distantes e humildes e, desta forma, compartilhar o conhecimento”, afirmou. 

Em seu juramento de posse, reforçou acreditar na cultura e no exercício intelectual como a melhor forma para favorecer a convivência social e como instrumento para concretização da justiça e do engrandecimento do ser humano, fundamentais para o aperfeiçoamento da civilização. “Prometo solenemente empenhar-me para promover o desenvolvimentismo cultural e literário deste estado e deste modo contribuir para a construção de uma sociedade participativa e solidária, sem distinção de classe social ou de poder aquisitivo”, jurou. 

Para a presidente da AML, Sueli Batista dos Santos, Lindinalva chega com uma promessa muito boa de trabalho conjunto, principalmente de inclusão literária. “Temos ideia de uma academia itinerante, não só para a capital, mas para mostrar o trabalho da Academia também para o interior”, revelou, lembrando ser companheira de luta da promotora de Justiça há 12 anos pelo empoderamento feminino. “Confesso que neste momento memorável seja difícil falar somente como presidente da Academia Mato-grossense de Letras, afinal, trata-se do momento em que a imortalidade abraça uma amiga que admiro e que tem momentos de sua vida que se entrelaçam aos meus na caminhada pelos direitos da mulher. E hoje saiu da plateia para ocupar a cadeira 37 desse sodalício. Seja bem-vinda Lindinalva Correia Rodrigues”, reverenciou. 

Encarregada de fazer a saudação de recepção da nova acadêmica, a magistrada Amini Haddad Campos agradeceu pelos passos da caminhada conjunta, em verdadeira irmandade. “Sabe-se que no universo há centenas de bilhões de estrelas por galáxia, na parte visível do cosmo. Lindinalva, você não é uma estrela, é toda uma galáxia! Mulher destemida, filha amorosa, dedicada profissional, caridosa voluntária no desenvolvimento de políticas públicas de inclusão, mãe cuidadosa, esposa companheira, amiga-irmã”, exaltou. “Que seu exemplo seja imortalizado, desmedidamente, em plúrima virtude à perspectiva de um novo amanhã, em face das revoluções verdadeiras. Lindinalva Correia Rodrigues, seja conosco parte. Mas, acima de tudo, seja inteira!”, finalizou. 

Prestígio - A posse da promotora de Justiça na cadeira 37, cujo patrono é Antônio Vieira de Almeida e que teve como ocupantes Cesário Corrêa da Silva Prado e Bernardo Elias Lahdo, foi prestigiada por familiares, amigos, autoridades e membros do MPMT. Representando o procurador-geral de Justiça na solenidade, o procurador de Justiça Domingos Sávio de Barros Arruda destacou ser importante para a instituição oferecer à sociedade o conhecimento, o saber e a arte literária da colega Lindinalva. “É uma honra muito grande para o Ministério Público esse reconhecimento. Muito justo ser a primeira promotora de Justiça e a 15ª mulher a compor a Academia, justamente por ser uma mulher que defende as mulheres no seu dia a dia”, considerou. 

O procurador de Justiça e também integrante da AML João Batista de Almeida reforçou a magnitude da posse. “Vem engrossar ainda mais o rol dos integrantes do Ministério Público aqui na Academia. Já temos o professor Benedito Pedro Dorileo, o saudoso Benedito Satiro, e agora vem a Lindinalva para somar conosco. Então é uma satisfação muito grande ter essa colega valorosa conosco”, declarou. 

Compareceram à solenidade a subprocuradora-geral de Justiça Administrativa, Eunice Helena Rodrigues de Barros, o procurador de Justiça Marcelo Ferra de Carvalho, os promotores de Justiça Antônio Sérgio Cordeiro Piedade, Joelson de Campos Maciel, Sasenazy Soares Rocha Daufenbach e Vinícius Gahyva Martins. 


Aqui da redação AguaBoaNews

Lindinalva nasceu em Campo Grande (MS) e ingressou no Ministério Público do Estado de Mato Grosso após aprovação em concurso público no ano de 1997. Atuou por quase seis anos no interior, passando pelas comarcas de Água Boa, Primavera do Leste e Rondonópolis, até chegar a Cuiabá em 2003. Atualmente é titular de uma das quatro Promotorias de Combate à Violência Doméstica da capital. Ela assina 11 livros, como autora e coautora. São obras que tratam sobre diretos humanos das mulheres e trazem os resultados de estudos e pesquisas, além da experiência nas Promotorias onde atuou. Lindinalva é a 15ª mulher indicada para compor a AML. 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

A Exclusão e o Pancadão

Uns anos atrás, escrevi um artigo sobre a repressão praticada pelos seguranças dentro dos shoppings centers em São Paulo, uma vez que não permitiam que grupos de jovens da periferia, que marcavam encontros chamados...

 
 
 
 
Sitevip Internet