Notícias / Policial

13/11/19 às 12:29

Polícia Civil prende traficantes que utilizavam república para comércio de drogas na capital

Assessoria PJC/MT

com redação

Imprimir Enviar para um amigo
Dois homens e uma mulher que utilizavam uma república para o comérdio de entorpecentes foram presos em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil, realizada nesta terça-feira (12.11), no bairro Sol Nascente, em Cuiabá.

Além das prisões em flagrante, o trabalho resultou na apreensão de várias porções de entorpecentes, objetos de origem ilícita e no cumprimento do mandado de prisão contra um foragido da Justiça.

Dircinei Soares de Oliveira, 36, (que estava com mandado de prisão em aberto), Cleiton Cordeiro Rodrigues, 20, e Maria Cristina Marques da Costa, 43, eram responsáveis pela venda de diferentes substâncias e foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico com aumento de pena por envolver menores de idade.

A prisão dos suspeitos ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela 13ª Vara Criminal de Cuiabá com base em investigações da DRE, que identificaram a república como uma conhecida boca de fumo na região.

Em buscas na casa, foi encontrado no quarto da suspeita Maria Cristina cinco porções médias de maconha, um rolo de plástico filme, uma corrente com pingente de folha de maconha e R$ 26 em dinheiro. No quarto de Cleiton, foram apreendidas 02 porções médias de maconha, R$ 290 e dois aparelhos celulares possivelmente de origem ilícita.

No cômodo utilizado por Dircinei, foram encontradas 150 porções pequenas de cocaína já embaladas para venda, uma porção média da mesma substância, uma balança de precisão, além de um relógio e dois aparelhos celulares. Contra o suspeito, também foi constatado um mandado de prisão preventiva em aberto, por homicídio.

Segundo o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a república funcionava próximo a Escola Estadual Doutor Hélio Palma de Arruda e os traficantes trabalhavam com uma clientela específica. “Na casa foram encontrados alguns menores de idade, e a suspeita Maria Cristina vendia os entorpecentes na presença de sua filha menor de idade”, disse o delegado.

Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a DRE, onde após serem interrogados, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico com aumento de pena por envolver menor de idade.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet