Notícias / Esportes

03/11/15 às 10:33

Mário Meira e Maralice Lopes vencem no Circuito Mato-grossense de Tênis

“A próxima etapa, de 23 a 29 de novembro, no Cuiabá Tênis Clube, encerrará o circuito e definirá os campeões estaduais de 2015”, diz FMTT

Junior Martins / FMTT

Imprimir Enviar para um amigo
Mário Meira e Maralice Lopes vencem no Circuito Mato-grossense de Tênis

Mário Meira e Maralice Lopes

Mário Meira fatura medalha de ouro na 6ª etapa do Circuito Mato-grossense de Tênis, na categoria 1ª Classe, por dois sets a zero contra Bruno França, com parciais de 6/3 e 6/1. E Maralice Lopes ganha, na 1ª Classe feminina, por dois sets a um contra Priscila Prado, com parciais de 4/6, 7/6 e 10/7. O torneio, promovido pela Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), encerrou nesse feriadão, no Círculo Militar de Cuiabá.

Ambos estão com vaga garantida para a 7ª e última fase do circuito, que ocorre de 23 a 29 de novembro, no Cuiabá Tênis Clube, na capital. Segundo o presidente da FMTT, Rivaldo Barbosa, o ranking será atualizado até a próxima sexta-feira (06.11). Com base nele os oito melhor rankeados de cada categoria vão se classificar para a 7ª. A qual vai definir os títulos de campeões estaduais do ano de 2015. Ao término do circuito quem liderar o ranking empunha a Taça.

1ª Classe
Mário Meira precisou vencer quatro partidas na 6ª fase para abocanhar a primeira posição da principal categoria do Circuito Mato-grossense de Tênis. Embolsou Rivaldo Barbosa na 1ª rodada (7/5 e 6/4), Richard Gama nas quartas (6/4 e 6/1), Pedro Brito na semi-final (6/4 e 6/2) e Bruno França na final (6/3 e 6/1), jogo que durou 1h19. Todas vitórias por dois sets a zero. Meira se classifica para a sétima etapa em duas categorias, na 1ª Classe e na 1ª Classe acima de 34 anos.

“O primeiro set da final foi bastante equilibrado. Até que percebi, lá pelo 5º game, que o adversário sentiu alguma dor no braço. Dai aproveitei a oportunidade e fui para cima. Soltei mais o jogo. Passando bolas mais aceleradas. E no 2º set saquei mais forte e mantive a bola regular. Para não deixar ele se erguer. Deu certo. Mas o ponto sólido é o preparo físico. Faço treino de corrida de 21 km, pratico tênis toda semana e um pouco de squash”, diz Meira.

1ª Classe feminina
Maralice Lopes ganhou três partidas. Venceu Mirian Barros na 1ª rodada por dois sets a um (6/2, 2/6 e 10/7), Danielle Tonon na semi-final por dois sets a zero (6/3 e 6/3) e Priscila Prado, com duração de 2h49, de virada na final por dois sets a um (4/6, 7/6 e 10/7). Maralice havia perdido o 1º set, perdia o segundo, mas recuperou e aplicou um revés inesperado. Ela assume o 2º lugar no ranking. Atrás de Maria do Carmo Salles, que caiu na semi-final diante de Priscila Prado.

“No início da partida tive muita dificuldade pelo fato da minha oponente ser canhota. Ela rebatia muitos topspins, bolas anguladas e altas e insistia com bolas longas no meu lado esquerdo. A técnica dela era bem diferente. E só no 2º set consegui acostumar com o tipo de jogo. Daí foquei mais na direita dela, que seria a ‘esquerda’ por ser canhota, devolvendo mais bolas e indo para winner. Essa foi a segunda etapa que venci e agora vou pra disputa da última”, contou Maralice.

1ª Classe acima dos 34 anos
Pedro Nunes conquistou o lugar mais alto do pódio após faturar quatro partidas. Triunfou contra Mário Gusmão de virada na 1º rodada (5/7, 6/4 e 10/6), depois derrotou Flávio Muller nas quartas (6/4 e 6/4), Luis Spiering na semi-final e Teófilo Barros Jr também de reviravolta na final (0/6, 6/1 e 10/4). Pedro é professor de tênis e empresário de Primavera do Leste, têm 40 anos, e trabalha com um projeto social chamado “Ace – Todos no Tênis”.

“Jogo tênis desde os dez anos de idade e atualmente sou proprietário de uma academia de tênis em Primavera do Leste. Temos cerca de 90 tenistas praticando nela. E tocamos um projeto social que atende 120 crianças em vulnerabilidade social. Tiramos esses jovens das ruas, colocamos dentro de quadra e também estabelecemos contato com as famílias delas. Deu tão certo que hoje eles têm as chaves da academia para ir treinar quando quiserem”, comenta Pedro.

Demais categorias
Enzo Faria, de 13 anos, ganhou de Jean Carlo Paquer por dois sets a zero (6/2 e 6/4) na final da 2ª Classe. Matheus Sampaio venceu João Leite por dois sets a zero (6/1 e 6/1) na final da 3ª Classe. Cícero Dal Molin derrubou Pedro Vital por dois sets a zero (6/1 e 6/4). E Rafael Lorenzeti, de Tangará da Serra, abocanhou o primeiro lugar em vitória contra João Flávio, na categoria infanto-juvenil de 12 anos.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet