Notícias / Agricultura

02/11/19 às 21:35

Agricultura será principal destino de US$ 10 bi que Arábia Saudita prometeu

Redação AguaBoaNews

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Agricultura será principal destino de US$ 10 bi que Arábia Saudita prometeu

Foto: Divulgação

A prioridade da Arábia Saudita é investir os US$ 10 bilhões para o Brasil anunciados na terça-feira (29) em projetos ligados à agricultura, informou hoje o ministro do Comércio e Investimento do país, Majid bin Abdullah Al Qasabi.

"O Brasil está longe fisicamente da Arábia Saudita, mas com a tecnologia de hoje, todos os padrões de troca comercial mudaram. Identificamos com o presidente brasileiro algumas áreas [que podem receber investimentos]. A número um é agricultura, área em que achamos que podemos fazer mais com o Brasil", declarou.

Na última terça, o governo federal anunciou que a Arábia Saudita vai investir US$ 10 bilhões, equivalente a cerca de R$ 40 bilhões, no Brasil por meio do Fundo de Investimento Público do país. Ainda não se sabe o prazo para que este investimento seja feito.

Segundo o ministro saudita, o governo brasileiro apresentou 48 projetos. A Arábia Saudita agora estudará a viabilidade de cada uma das sugestões. Al Qasabi afirmou que uma delegação comandada por ele vai ao Brasil até os primeiros quatro meses de 2020 para aprofundar as análises.

Ele afirmou que Arábia Saudita importa cerca de 85% da comida consumida no país, sendo altamente dependente. Por isso, o país precisa de segurança alimentar e busca o Brasil como parceiro estratégico devido à experiência no setor.

Al Qasabi elogiou a visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL) à Arábia Saudita entre segunda (28) e quarta (30) e afirmou que a aproximação do brasileiro com o príncipe herdeiro, Mohammed Bin Salman, foi fundamental para a criação de um "relacionamento especial".

O ministro do Comércio e Investimento saudita acrescentou que o Brasil avançou muito em serviços e logística nos últimos anos, portanto, também estarão de olho em projetos de privatizações e infraestrutura.

Esses projetos deverão ser viabilizados por meio do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), sob responsabilidade da Casa Civil. Uma comissão para prestar assistência técnica aos sauditas deverá ser criada.

O ministro da pasta, Onyx Lorenzoni, disse na terça que os sauditas já demonstraram interesse em construir a ferrovia "Ferrogrão", de mil quilômetros de extensão que ligaria Mato Grosso ao Pará, para o escoamento de produtos agrícolas. O custo estimado deste projeto é de aproximadamente US$ 3 bilhões.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet