Notícias / Agricultura

31/10/19 às 09:44

Barra do Garças - Produtores fazem manifestação contra a insegurança no campo

Trabalhadores vestiam camisetas brancas escritas: 'Chega de impunidade! O setor produtivo está unido contra a impunidade dos criminosos'.

Ivan Santos, Centro América FM

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Barra do Garças - Produtores fazem manifestação contra a insegurança no campo

Foto: Ivan Santos, Centro América FM

Mais de 80 produtores rurais da região do Araguaia, em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, fizeram uma manifestação contra a insegurança no campo na tarde dessa terça-feira (29). Eles se reuniram em frente ao Fórum, no setor Sena Marques, e depois seguiram para uma passeata pelas ruas da cidade.
 
Os produtores vestiam camisetas brancas escritas: 'Chega de impunidade! O setor produtivo está unido contra a impunidade dos criminosos'.
 
Com um carro de som eles gritaram palavras de ordem e pediram punição aos criminosos.
De acordo com os produtores, a polícia prende, mas, no dia seguinte, a Justiça solta.
 
Manifestantes vestiam camisetas brancas com frases lamentando a impunidade  — Foto: Ivan Santos/CAFM
Manifestantes vestiam camisetas brancas com frases lamentando a impunidade — Foto: Ivan Santos/CAFM
 
O presidente do Sindicato Rural de Barra do Garças, Eduardo Baroni, afirmou que o ato foi para chamar atenção da Justiça para insatisfação dos produtores.
 
“Nossa manifestação é contra a impunidade. Temos visto muitos roubos de gado com prisões, inclusive em flagrante, mas quando [os suspeitos] passam por audiência de custódia acabam sendo soltos”, disse.
 
Segundo Eduardo, a situação tem gerado insegurança para os produtores.
 
“Nós geramos renda, emprego, pagamos impostos, então tem que ter consideração por nós e nos conceder segurança”, ressaltou.
 
A diretora da Associação dos Criadores de Gado de Mato Grosso (Acrimat), Teia Fava, contou que já teve quase 30 cabeças de gado furtadas da propriedade dela.
 
Teia afirmou que os produtores rurais também protestam em favor das forças policiais que, segundo ela, muitas vezes trabalham em vão.
 
“Nós trabalhamos muito, sempre estamos produzindo. A insegurança é muito grande. Também não podemos deixar a polícia desanimar, porque eles sempre prendem, mas a Justiça acaba soltando”, lamentou.
 
Depois da passeata, o protesto foi encerrado em um posto de combustível, localizado na Avenida Ministro João Alberto, onde os produtores cantaram o hino nacional.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet