Notícias / Nacional

29/10/19 às 22:00 / Atualizada: 30/10/19 às 07:49

Há 50 anos, nascia o Dodge Dart brasileiro, um dos maiores esportivos feitos por aqui

O modelo contava com o maior motor já produzido no Brasil, o V8 5,2 litros de 198 cavalos

Geison Guedes, Diário do Poder

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Há 50 anos, nascia o Dodge Dart brasileiro, um dos maiores esportivos feitos por aqui

Dodge Dart faz 50 anos de Brasil

Foto: Dodge

Os anos 1960 foram áureos para os amantes de veículos possantes americanos. A década, foi responsável pelo nascimento da maioria dos principais modelos esportivos, os chamados muscle cars. Entre vários, um também fez história no Brasil, o Dodge Dart. 

Há exatos 50 anos, em outubro de 1969, a marca lançou o modelo fabricado no Brasil. O Dart foi o primeiro veículo da Dodge produzido por aqui. Além disso, ele detém, até hoje, o título de maior motor fabricado localmente para um carro de passeio, com o 5,2 V8. 


Dodge Dart faz 50 anos de Brasil

O sedã de quatro portas que saía da linha de montagem da Chrysler do Brasil S.A., em São Bernardo do Campo (SP), estava alinhado com o que era fabricado e vendido nos Estados Unidos, algo raro, e que continuaria sendo, na indústria pelas décadas seguintes.
 
Nos EUA, o Dart era considerado um veículo simples, mas chegou no Brasil como um modelo requintado e moderno. Os pontos altos do Dodge eram o conforto e a segurança proporcionados pelo chassi monobloco e pela suspensão, independente na dianteira.


Dodge Dart faz 50 anos de Brasil
O poderoso motor, com deslocamento volumétrico de exatos 5.212cm³ (ou 318 polegadas cúbicas), era o mais forte do país. O V8 gerava 198 cavalos e torque de 41,5kgfm. Batizado de Magnum, é até hoje o recordista em cilindrada para um motor fabricado no Brasil para carro de passeio. 

Inicialmente, o câmbio era manual de três marchas. A alavanca ficava na coluna de direção, dando espaço para um banco inteiriço na frente, para três pessoas, totalizando seis ocupantes.
 

Dodge Dart faz 50 anos de Brasil
 
Alguns itens do Dodge Dart 1970 mostravam requinte incomum aos carros brasileiros da época, como o quadro de instrumentos completo, incluindo hodômetros total e parcial, relógio elétrico e indicadores de pressão do óleo, carga da bateria, nível do combustível e temperatura do motor. 

Os detalhes também impressionavam, como uma luz que acendia em volta do miolo da ignição por 20 segundos após a abertura da porta, para ajudar o motorista a inserir a chave no escuro, e as luzes de cortesia no porta-luvas, porta-malas e compartimento do motor.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

A arte é única e o artesanato é repetição

Deus seria um artista ou um artesão? Qual composição musical pode ser chamada de artesanato ou arte? Qual trabalho em geral deve ser denominada arte e qual artesanato?   Como está a arte no Brasil? Num país...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet