Notícias / Nacional

23/10/19 às 19:04

Nova Lei do Gás é aprovada na Comissão de Minas e Energia da Câmara

Texto abre competição entre empresas, reduz preço e acaba com monopólio da Petrobras no mercado de gás natural

Repórter Sara Rodrigues

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Nova Lei do Gás é aprovada na Comissão de Minas e Energia da Câmara

Foto: Divulgação

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 6.407/13, conhecido como Nova Lei do Gás, nesta quarta-feira (23). O parecer do relator, deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), reduz o monopólio da Petrobras, que atualmente detém 92% de toda a produção do combustível no país, e promove a abertura do mercado para que outras importadoras possam vender o produto no Brasil. O objetivo da proposta é incentivar a competitividade entre as empresas e reduzir o custo do combustível no país, usado principalmente na indústria e na geração de energia.

Defensor do projeto, o deputado Edio Lopes (PL-RR) avalia que a legislação aprovada no colegiado vai fazer com que o mercado de gás brasileiro mude de patamar e, de fato, pratique um preço justo. “Não resta nenhuma dúvida que o nosso relator, deputado Silas Câmara, produziu um trabalho espetacular que culminou com a aprovação deste importante marco regulatório para o Brasil. Nós viveremos um novo momento quanto à matriz energética”, projetou o parlamentar.

Entre outros pontos, o texto estimula a entrada de novos fornecedores de gás natural no Brasil, tornando o setor de transporte mais transparente e regulamentando as atividades de comercialização. Para o deputado Francisco Jr., do PSD goiano, a nova legislação permite que o gás natural seja tão utilizado como outros combustíveis fósseis, como carvão mineral e petróleo.

“Não fazendo a abertura, o Estado brasileiro não tem capacidade de investimento. Por temer um aspecto, acaba-se prejudicando outro. Neste momento, é melhor investir na liberdade, na concorrência e garantir investimentos, trabalhando para que custo final diminua”, pontuou.

Além dos ganhos em termos econômicos e de infraestrutura, há quem defenda o uso do gás natural pela forma como é empregado. O combustível de queima total não deixa resíduos ou cinzas, o que significa menos danos ecológicos. Isso, na visão do deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), significa desenvolvimento sustentável para o país.

“O que não pode é o mercado de gás no Brasil ficar do jeito que está, com tantas oportunidades que temos hoje com o aumento da produção no país. É um passo importante. Claro que podemos sempre aperfeiçoar, mas hoje a comissão dá um passo fundamental e manda uma sinalização de que o Brasil vai trabalhar para incrementar seu mercado de gás”, salientou Coelho Filho.

Já o deputado Celso Sabino (PSDB-PA) entende que os processos de compra e venda para empresas e consumidor final podem ser simplificados com a Nova Lei do Gás.

“Hoje o mercado de gás é muito regulamentado no Brasil. Esse excesso de burocracia acaba fazendo com que consumidor pegue mais caro. Essa nova lei prevê a redução de burocracia. Entendemos que essas alterações trazidas nessa devem melhorar o cenário e o ambiente do comércio de gás nacional”, afirmou ele.

O Projeto de Lei 6.407/2013 tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados, ou seja, não precisa ser votado em Plenário. Com a aprovação na Comissão de Minas e Energia, o texto ainda precisa ser analisado em outros colegiados da Casa. Depois, o texto segue para apreciação dos senadores.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet