Notícias / Água Boa

27/10/15 às 09:32

Agro interioriza consumo

Dez cidades do interior são responsáveis pela movimentação de cerca de R$ 40 bi, 67% do total

Mariana Peres

Diário de Cuiabá

Imprimir Enviar para um amigo
Agro interioriza consumo

Agronegócio interiorizou consumo e vem sustentando poder de compra em MT

Pouco mais de 67% do consumo gerado em Mato Grosso está sendo movimentado no interior do Estado, mais precisamente em apenas dez cidades, todas elas com potencial agropecuário. Dos mais R$ 60,24 bilhões que deverão ser contabilizados na economia local em 2015, cerca de R$ 40,40 bilhões virão do interior e outros R$ 19,84 bilhões da região metropolitana de Cuiabá.

O Centro-Oeste é destaque e Mato Grosso é referência dentro da região. Os dez municípios não apenas sustentam, como interiorizam o poder de compra, mato-grossense. Esta análise é resultado da compilação dos dados de potencial de consumo dos municípios do Interior dos Estados, em comparação com o consumo nas Capitais e suas regiões metropolitanas, usando informações do IPC Maps entre 2010 e 2015, feito pela empresa especializada em informações de mercado, a IPC Marketing Editora.

Em termos estaduais no Centro-oeste, Mato Grosso, entre 2010 a 2015, por exemplo, que ocupa a 15ª posição com 1,6% do consumo nacional, tem o maior aumento participativo do potencial de consumo do interior entre os estados da região. Aumentou de 64,5% em relação ao total do Estado em 2010 para 67,1% em 2015. Estes 2,6% de aumento representam mais R$ 5,8 bilhões no bolso da população. Enquanto a região metropolitana de Cuiabá evoluiu em R$ 801 milhões no período. O destaque de Mato Grosso foi Rondonópolis que elevou o consumo em R$ 693,4 milhões nos últimos cinco anos.

Além de Rondonópolis, integram o ranking dos dez maiores municípios do Estado: Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Nova Mutum, Primavera do Leste, Campo Verde, Sapezal, Água Boa e Diamantino.

PERFIL - O fenômeno da interiorização do consumo já é uma realidade que percorre o Brasil, alcançando em média 54% de tudo que será consumido pelos brasileiros em 2015, ou seja, pouco menos de R$ 2 trilhões em gastos, já considerando o atual cenário de retração econômica nacional. O estudo mostra que esse fenômeno não é novo, e que vem se evidenciando especialmente quando se comparam os dados da movimentação do consumo nos últimos cinco anos, apresentando uma evolução em termos reais de R$ 190 bilhões. Em 2010, a média do consumo das cidades do interior atingia 48,9% (há dez anos chegava a 47,4%). Atualmente, resta às capitais estaduais e suas regiões metropolitanas, 46% (correspondendo a R$ 1,67 trilhão) da potencialidade de consumo no País, uma participação que há cinco anos rendia mais da metade do consumo nacional, registrando o equivalente 51,1%.

Com a renda nas mãos do consumidor, os dados analisados pelo IPC Maps indicam não só que a movimentação de recursos evoluiu pelas cidades interioranas como também revelam para onde está indo o seu crescimento. De acordo com o responsável pelo estudo, Marcos Pazzini, “este cenário pode contribuir para se traçar um novo horizonte de oportunidades competitivas empresariais para a economia na geração de consumo por produtos e serviços”.

DISTRIBUIÇÃO - Verifica-se, por exemplo, que a maior participação do Interior no potencial de consumo ocorre na região Sul, chegando a 66,2% de participação, neste ano, cerca de R$ 437,4 milhões (ante os 61,1% registrados em 2010). Na região Centro-Oeste os municípios do Interior serão responsáveis por 61,2% do potencial de consumo da região em 2015, o equivalente a R$ 142,3 bilhões (contra os 58,3% apurados há cinco anos).

Segundo Marcos Pazzini, “se o ano de 2015 já está difícil para que se consiga atingir os objetivos comerciais, devido à insegurança dos brasileiros em adquirir produtos e serviços em um momento de incerteza de emprego e manutenção dos salários. Para as empresas o cenário tende a se agravar se insistir no enfoque dos mercados que não estão em crescimento, sem analisar as possibilidades ante as variações ocorridas no comportamento do mercado consumidor nas diversas nas regiões”.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Evandro Carlos

Mauro Mendes, seu plano era “iludir”? Que pena, o meu era te fazer feliz!!!

A música Milu, do cantor mineiro Gustavo Lima, é um dos grandes hits da musica nacional da atualidade, nela o interprete conta a historia de alguém que vive iludido, lembrando que quem cai uma vez, cai três, mas que ele...

 
 
 
 
Sitevip Internet