Notícias / Justiça

16/08/19 às 20:10

Sinop - Justiça revoga prisões de acusados de matar jovens e atirar em policiais

Só Notícias/Herbert de Souza

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Sinop - Justiça revoga prisões de acusados de matar jovens e atirar em policiais

Foto: Só Notícias

A justiça revogou as prisões preventivas dos dois acusados de envolvimento no duplo assassinato, a tiros, de Cristhian Jhones Campos de Souza, 18 anos, e P.S.S., 16 anos. O crime aconteceu em novembro de 2014, na avenida Júlio Campos, próximo à praça da Bíblia, quando também foram atingidas outras pessoas que sobreviveram.

A decisão de soltar os réus ocorreu após um novo adiamento do júri popular, que estava previsto para esta quarta-feira. “No caso em apreço, é certo que o fato relativo ao crime constante da denúncia são dotados de certa complexidade, bem como verifica-se que tanto a defesa, quanto o próprio Poder Judiciário contribuíram para a demora da tramitação do feito. Assim, diante da redesignação da sessão de julgamento dos acusados, entendo que a manutenção de suas prisões poderá vir a configurar o excesso de prazo na formação da culpa”, consta na decisão que determinou a soltura.

O júri popular do caso foi redesignado para abril do ano que vem. Os dois suspeitos devem ser colocados em liberdade, nesta quinta-feira, caso não estejam presos por outro motivo. Eles terão que cumprir medidas cautelares.

Este ano, conforme Só Notícias já informou, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, não autorizou a soltura dos dois acusados. A defesa alegou “excesso de prazo para o julgamento”, afirmando que a dupla estava presa há mais de três anos e que o julgamento já havia remarcado várias vezes. Recentemente, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso também negou a revogação das prisões.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, o crime foi cometido por três jovens. Um deles, de 23 anos, porém, foi encontrado morto, em janeiro de 2018, na cela 5 do raio Azul, do presídio Osvaldo Florentino Leite Ferreira, o “Ferrugem”. O jovem havia sido localizado pela polícia em Primavera do Leste, meses após o crime. Desde então, estava preso em Sinop.

Os outros dois foram localizados, em 2015, em Porto União (SC) e no bairro Maria Vindilina 3, em Sinop. Conforme decisão de pronúncia, a dupla responderá em júri por duplo homicídio qualificado, cometido por motivo torpe, emprego de meio que resulta em perigo comum e mediante emboscada. Os dois também vão a julgamento por três tentativas de homicídio, duas delas contra policiais militares.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet