Notícias / Água Boa

09/08/19 às 18:36

Parceiros proporcionam qualificação profissional a reeducandos de Água Boa

Desde 2016, quando teve início o projeto de qualificação, 490 certificações foram emitidas pelo Senar-MT em diversos cursos na área agrícola

Assessoria | Sesp-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Parceiros proporcionam qualificação profissional a reeducandos de Água Boa

Foto: Senar

Uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Mato Grosso (Senar-MT), Sindicato Rural de Água Boa e a penitenciária Major Zuzi Alves da Silva já proporcionou qualificação a 490 reeducandos da unidade prisional do Araguaia, desde 2016.

Nesta semana, uma turma de 17 recuperandos recebeu a certificação do curso de operação e regulagem de implementos agrícolas para semeadura.

O diretor adjunto da penitenciária de Água Boa, Valmir Christ, relata que há ex-reeducandos que atualmente trabalham como operadores de máquinas. "A gente busca capacitar esses reeducandos para a reinserção social, de uma forma que eles busquem uma vida digna através do trabalho. Hoje a mão de obra qualificada no campo é muito escassa, então nós buscamos capacitá-los desenvolvendo esses cursos que tem demanda na região”. 




O presidente do Sindicato Rural de Água Boa, Antônio Fernandes de Mello, explica que propôs a parceria à penitenciária em 2016 para capacitar e qualificar os reeducandos. Em 2016 foram três treinamentos e 45 certificados. Em 2017, o número aumentou para sete treinamentos e 105 certificados. Já em 2018 foram nove turmas e 135 certificados e, em 2019, já foram realizados 13 treinamentos e emitidos 205 certificados.

"Ainda temos mais quatro turmas para capacitar. As áreas de máquinas e implementos agrícolas e horticultura são as mais procuradas. Nestes quatro anos nunca tivemos nenhum problema com estas turmas. Tudo é feito com muita segurança e percebemos que há um interesse grande dos reeducandos para aprender e se preparar para atuar no mercado após cumprirem a pena”, diz o presidente do Sindicato Rural.



Para o superintendente do Senar-MT, Otávio Celidonio, é gratificante ver o sucesso desta parceria entre Sindicato Rural e a penitenciária Major PM Zuzi Alves da Silva. "As vagas são concorridas e, isso mostra que as pessoas querem a qualificação. Elas querem estar preparadas para o mercado de trabalho quando terminarem de cumprir a pena".
Neste ano foram ofertadas outras cinco capacitações para atuação na cadeia produtiva da soja e do milho.
Com informações da Assessoria Senar-MT
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Paiva Netto

Hiroshima

Em 6 de agosto de 2019, precisamente às 8h15, completam-se 74 anos do lançamento da bomba atômica sobre Hiroshima, depois foi a vez de Nagasaki, também no Japão. Data que jamais será varrida das...

 
 
 
 
Sitevip Internet