Notícias / Notícias Gerais

01/08/19 às 13:51 / Atualizada: 01/08/19 às 14:40

Idoso procura polícia e confessa morte de esposa há 25 anos em MT

Assessoria PJC/MT

com redação AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
A Polícia Judiciária Civil apura um suposto homicídio com ocultação de cadáver, ocorrido há 25 anos, do município de Sinop. O autor seria o marido da vítima, que hoje está com 64 anos, e resolveu confessar a morte da esposa, ao procurar a Delegacia da Polícia Civil, na terça-feira (30.07), acompanhado da atual mulher.

O suspeito, Jairo N. da Silva, 64, por iniciativa própria, foi até a Delegacia e confessou que no ano de 1994, matou a esposa, Luzinete Leal Militão de 28 anos, por ciúmes, porque a mulher gostava de sair de noite. Na época, a mulher tinha um filho de 10 anos de um relacionamento anterior, e um segundo filho de 8 anos, fruto do casamento com o suspeito.

O idoso confessou ao delegado Ugo Angelo Rech de Mendonça, que matou a mulher com uma barra de ferro, quando ela estava deitada em uma cama e depois finalizou asfixiando a vítima até sua morte completa.

Segundo ele, o corpo da mulher foi enterrado no banheiro da casa que estava em obra, junto com documentos pessoais e joias, para simular que ela havia fugido com um amante, argumento este que sustentou todos esses anos junto aos dois filhos.

Ainda em depoimento, o suspeito contou que certo tempo depois vendeu o imóvel para uma terceira pessoa. Esse comprador foi identificado e afirmou a Polícia Civil ter comprado a casa dele.

O delegado disse que foi representado junto ao Poder Judiciário por autorização judicial para escavar o local, visando encontrar os restos mortais da vítima, bem como outras provas que possam comprovar a materialidade dos fatos.

A Polícia Civil também conseguiu encontrar nos arquivos da Delegacia de Sinop, um boletim de ocorrência feito a mão pelo suspeito, no dia 21 de outubro de 1994, narrando o desaparecimento da esposa. 

“A princípio a chance de localizar o corpo da vítima é bem alta. O suspeito disse que resolveu procurar a polícia, pois bateu arrependimento. Mesmo que o homicídio tenha prescrevido, o crime de ocultação de cadáver é permanente, fato esse que o suspeito poderá ser responsabilizado criminalmente”, destacou o delegado.

Os filhos adultos da vítima ficaram sabendo do caso nesta semana.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Evandro Carlos

Mauro Mendes, seu plano era “iludir”? Que pena, o meu era te fazer feliz!!!

A música Milu, do cantor mineiro Gustavo Lima, é um dos grandes hits da musica nacional da atualidade, nela o interprete conta a historia de alguém que vive iludido, lembrando que quem cai uma vez, cai três, mas que ele...

 
 
 
 
Sitevip Internet