Notícias / Educação

30/07/19 às 20:28

Parceria entre SESI e Ministério da Cidadania pretende capacitar 800 mil jovens de baixa renda até 2022

Programa vai disponibilizar reforço de português e matemática, além de cursos de qualificação profissional, de acordo com a demanda de cada região. Em 2019, 100 mil brasileiros entre 18 e 29 anos serão beneficiados

De Brasília repórter Juliana Gonçalves

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Parceria entre SESI e Ministério da Cidadania pretende capacitar 800 mil jovens de baixa renda até 2022

Foto: Divulgação

Uma parceria entre o SESI e o Ministério da Cidadania vai atender cerca de 800 mil jovens de 18 a 29 anos que não estudam nem trabalham, oferecendo programas educacionais que facilitam a inserção no mercado de trabalho. O acordo foi assinado nesta terça-feira (30) pelo ministro Osmar Terra e pelo diretor do Departamento Nacional do SESI, Robson Braga de Andrade, que também é presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Os jovens inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do governo federal, com prioridade para os beneficiários do Bolsa Família, serão os selecionados para o programa com o objetivo de promover a empregabilidade e a geração de renda desta parcela da população em situação de vulnerabilidade.

Para Robson Andrade, o acordo assinado é uma importante ferramenta para ofertar qualificação profissional no país.

“Está dentro do que sabemos fazer, que é trabalhar com educação, formação, qualificação e desenvolvimento de pessoas para que elas tenham um emprego decente. Vamos trabalhar para que a gente possa ajudar a sociedade brasileira a mudar seu futuro”, afirmou.

O ministro Osmar Terra considera que a parceria ajuda a capacitar os jovens de acordo com a realidade da região em que vivem. “Esse programa é importante porque cria uma oportunidade de, mesmo na situação difícil que o país está, nós podermos dar uma oportunidade nova e robusta de emprego e renda para os jovens entre 18 e 29 anos que nem trabalham nem estudam e que vivem nas famílias mais pobres do Brasil”, esclareceu.

O programa vai disponibilizar reforço de português e matemática em módulos de 100 horas, com o desenvolvimento das habilidades socioemocionais, integrados a cursos de qualificação profissional de 200 horas, em média. Os cursos serão oferecidos de acordo com as particularidades econômicas de cada região, de forma a atender com maior eficiência as demandas do setor produtivo local.

A estimativa é que sejam atendidos, até 2022, 44.318 jovens na região Norte; 99.342, no Nordeste; 147.551, no Sul; 461.072, no Sudeste; e 47.717, no Centro-Oeste. Os números de atendimentos aumentam progressivamente ao longo dos anos, começando com 100 mil vagas em 2019. 

SESI

O Serviço Social da Indústria (SESI) tem como desafio desenvolver uma educação de excelência voltada para o mundo do trabalho e aumentar a produtividade da indústria, promovendo a saúde e segurança do trabalhador. O SESI possui 501 escolas e 553 unidades móveis. Só ano passado, 1,1 milhão de matrículas foram realizadas em educação básica, continuada e ações educativas.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Evandro Carlos

Mauro Mendes, seu plano era “iludir”? Que pena, o meu era te fazer feliz!!!

A música Milu, do cantor mineiro Gustavo Lima, é um dos grandes hits da musica nacional da atualidade, nela o interprete conta a historia de alguém que vive iludido, lembrando que quem cai uma vez, cai três, mas que ele...

 
 
 
 
Sitevip Internet