Notícias / Educação

01/07/19 às 18:02 / Atualizada: 01/07/19 às 22:14

Cuiabá - Servidores da educação mantêm greve iniciada há 34 dias

Entrando na sexta semana, a greve na rede estadual e os profissionais continuam

Redação AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Cuiabá - Servidores da educação mantêm greve iniciada há 34 dias

Foto: Assessoria Sintep

Servidores da rede estadual de educação decidiram, por unanimidade, manter a greve em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (1).

A greve, iniciada no dia 27 de maio, já dura 35 dias. Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira, contudo, não há estimativa para o fim.

Sintep intensifica a mobilização de greve, diz nota

Os profissionais da educação da rede estadual deliberaram uma agenda de mobilização intensificada durante esta semana (02 a 05/07). Deixaram programada ainda nova Assembleia para o dia 5 de julho (sexta-feira), caso o governo reveja o posicionamento e apresente avanço nos pontos determinantes para o fim do movimento grevista. 

“Estamos cobrando do governo que apresente uma proposta para uma lei (510/2013) que está em vigência, e queremos saber quando ele vai efetivamente cumprir, não dá para ficar brincando de fazer governo em Mato Grosso, sem cumprir lei”, destacou o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira.

“Abrir mão dessa negociação nesse momento é aceitar a proposta do governo, que diz que reconhece a dívida, mas só paga quando puder. E isso, conforme documento protocolado no Sintep/MT, pode ser 2023, quando ele não estará mais no governo”, ressalta o dirigente estadual, Henrique Lopes.

Na Assembleia Geral foi aprovado o calendário de mobilização a partir de amanhã, terça-feira (02/07), com acampamento na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, para cobrar dos deputados o cumprimento do direito. Manifestação em frente ao Banco do Brasil, para destacar a contrariedade ao corte do ponto. Os atos terão continuidade também nos municípios do interior. Dois deles, Cáceres e Poconé, ocuparam esta semana a Assessoria Pedagógica, interditando os trabalhos e dando recado ao governo, que exigem respeito.

A indignação da categoria com as arbitrariedades do governo levou ao velório simbólico do governador Mauro Mendes. Um caixão acompanha os educadores/as em todos os atos. Nesta segunda-feira foi colocado no centro do ginásio da EE Presidente Médici, durante a Assembleia Geral dos profissionais da Educação. O cenário, recorrente nas várias manifestações desses 36 dias de greve, sinalizava “um governo moribundo para a categoria, já nos seis primeiros meses de gestão”, esclarece Valdeir. 

A posição adotada pelo governo, com corte de ponto e intimidação nas escolas, ampliou a insatisfação fazendo com que muitas unidades retomassem à greve. Dados desta segunda apontam 80% dos profissionais paralisados no estado, mesmo com o não pagamento de salários. E mais, pais e estudantes passaram a apoiar a greve declaradamente, participando dos atos e mobilização. 

Após o encerramento da Assembleia os estudantes, pais e profissionais da educação saíram em passeata pelas ruas do centro, percorrendo a Avenida Coronel Duarte (Prainha), subindo a Getúlio Vargas, região central da Capital, para alertar também aos comerciantes que o corte de salários também trará prejuízos ao comércio em geral.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Queimada e tempo seco não são os agentes principais das doenças respiratórias

As clínicas de otorrinolaringologista e pneumologia ficam cheias nesta época do ano. Crianças e idosos sofrem para dormir, principalmente devido à baixa resistência do organismo, fato que provoca com facilidade...

 
 
 
 
Sitevip Internet