Notícias / Notícias Gerais

27/06/19 às 15:31 / Atualizada: 27/06/19 às 16:07

Adolescentes que devolveram R$ 12 mil achados em prédio abandonado são homenageados em Goiânia

Meninos deram aula de ética e honestidade em Santa Rosa de Goiás. Eles foram à capital para receber as honras na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás.

Vitor Santana e Vanessa Martins, G1 GO

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Adolescentes que devolveram R$ 12 mil achados em prédio abandonado são homenageados em Goiânia

Gabriel Valentim de Souza, 13 anos, Marcos Antônio de Araújo, 12, Bruno Feliciano da Silva Santos, 13, e Luiz Augusto Araújo, 16, homenageados na Alego Goiânia Goiás

Foto: Vitor Santana/G1

Os quatro adolescentes que encontraram R$ 12 mil em um prédio abandonado e entregaram o dinheiro à polícia foram homenageados, nesta quinta-feira (27), na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego). Gabriel Valentim de Souza, 13 anos, Marcos Antônio de Araújo, 12, Bruno Feliciano da Silva Santos, 13, e Luiz Augusto Araújo, 16, receberam o certificado de Honra ao Mérito Legislativo durante a cerimônia.
 
“Fico muito honrado com isso. Se a gente não tivesse tomado essa atitude certa, não estaríamos aqui”, disse Bruno.
 
Além de Bruno, foram homenageados Gabriel Valentim, de 13, e os irmãos Marcos e Luiz Araújo, de 12 e 16 anos. O nervosismo e o encantamento se misturaram.
 
“No início assusta, mas aí vai acostumando. Hoje é um dia inesquecível”, disse Gabriel.
 
Os quatro receberam o certificado do deputado Paulo Trabalho (PSL), autor da homenagem. Todos ficaram encantados com a beleza do documento. “Vou colocar em um quadro e pendurar no meu quarto”, disse Luiz.
 
Os meninos acharam o dinheiro enquanto jogavam bola. Desde então, sempre pensam se vão achar alguma quantia a mais. “Voltamos lá, procuramos, fomos em outros lugares, mas não achamos. Mas se tiver, a gente vai devolver, com certeza”, afirmou Marcos.
 
O deputado Paulo Trabalho (PSL) disse que a solenidade é um reconhecimento pelo exemplo que eles deram. “Eles tiveram essa atitude pelo exemplo que tiveram dos pais. E, agora, a sociedade também pode se espelhar neles”, disse.
 
Os pais de Gabriel se emocionaram com o reconhecimento aos meninos. “A gente cria, dá educação para eles serem honestos, então estar vendo ele assim é uma alegria muito grande”, disse a dona de casa Aparecida Pereira Magalhães.
 
Heróis de Santa Rosa de Goiás
 
Os quatro meninos acharam o dinheiro enquanto brincavam em um prédio abandonado da cidade em que moram, Santa Rosa de Goiás.

Mesmo sendo de famílias com uma situação financeira limitada, ele entenderam que não deveriam ficar com um dinheiro que não era deles. A atitude deles orgulhou moradores da pacata cidadezinha, de 3 mil habitantes, que fica 80 km de Goiânia
 
O que você faria se encontrasse quase R$ 12 mil em uma creche abandonada?
 
Quando não está na escola, a meninada passa o tempo atrás da bola. No prédio abandonado, onde funcionava uma creche da Prefeitura, os adolescentes aproveitam o espaço para jogar futebol.
 
Foi em um chute que um dos meninos deu mais forte que a bola foi parar na cozinha. Na comunidade, as pessoas comentam que por muito tempo, um senhor morou no local. Era um aposentado que recolhia material reciclável e que morreu há mais ou menos dois anos.
 
Os meninos contam que resolveram vasculhar o espaço e acabaram achando o dinheiro escondido em um fundo falso de uma das paredes.
 
Meninos encontram R$ 12 mil em prédio abandonado e resolvem entregar à polícia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Meninos encontram R$ 12 mil em prédio abandonado e resolvem entregar à polícia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
 
O dinheiro estava, segundo eles, em um saco plástico de arroz. Os meninos contaram que ficaram pensando o que fazer com a grana. Logo pensaram em comprar celular, bicicleta e videogame. Mas o sonho deu espaço à realidade e a honestidade.
 
"Eu brincando cheguei aqui dentro e falei: gente vamos cutucar aqui quem sabe a gente não acha moedinha antiga. Aí a gente puxou o plástico e achou o dinheiro”, contou Bruno.
 
A mãe dele, Natalícia Maria dos Santos, contou que foi do próprio filho a iniciativa de procurar a polícia. “Ele chegou correndo quase morrendo e falou para a gente ir na delegacia”, disse Natalícia.
 
Para a dona de casa Recilda Bárbara de Araújo, mãe do Marcos e Luiz Augusto, que tem ainda mais dois filhos, a atitude deles encheu de orgulho.
 
“Eles levaram por conta deles para polícia e depois contaram para a gente. Foram honestos e não esconderam nada”, disse Recilda, contando que ela, os quatro filhos e o marido vivem com um salário mínimo mensal, que o chefe de família consegue atuando como pedreiro autônomo.
 
O também pedreiro Valdimar Valentim de Souza, pai do Gabriel, também ficou feliz com a atitude do filho. “O que ele fez foi digno. É da criação que ele tem né, com a mãe ali em cima”, afirmou.
 
O sargento da Polícia Militar, José Gracia Neto, foi para quem os meninos entregaram o dinheiro.
 
“Nós estávamos no destacamento aqui e chegou a garotada falando que tinha achado a saca de dinheiro. Fizemos a contagem do valor, registramos a ocorrência e fomos para a delegacia”, contou.
 
A Polícia Civil informou que está procurando pela família do senhor que seria o dono do dinheiro e faleceu. O dinheiro, segundo a polícia, foi depositado em uma conta judicial enquanto espera ser devolvido para os donos.
 
Todo o dinheiro foi levado à polícia que está procurando familiares do possível dono — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Todo o dinheiro foi levado à polícia que está procurando familiares do possível dono — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Imprimir Enviar para um amigo

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Bruno Nelseu peters, em 28/06/19 às 21:09

    O que deveria ser corriqueiro numa sociedade civilizada, um ato desses vira manchete, mas mesmo assim parabéns aos garotos, mesmo vivendo com dificuldades fizeram o certo. Ai da para ver que vitima da sociedade são os que não PRESTAM mesmo

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

Considerações sobre o eclipse solar parcial de 2 de julho

Só por curiosidade, estou enviando a figura que fornece/forneceu  a informação COMPLETA sobre o eclipse solar de 2 de julho último. Acima, à esquerda há um marcador com o sinal + que aumenta o mapa...

 

Enquete

Você é a favor ou contra a greve dos professores de MT

 
 
 
Sitevip Internet