Notícias / Negócios

22/06/19 às 07:31 / Atualizada: 24/06/19 às 15:57

Empresas digitais crescem e ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro

Redação

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Empresas digitais crescem e ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro

Foto: Pixabay

As empresas e os mercados digitais não param de ganhar espaço na economia brasileira. Com o aumento de usuários com acesso à internet no país, os serviços virtuais aumentaram em quase todas as áreas. São negócios que investem no setor econômico, esportivo e, principalmente, de entretenimento. Além do baixo custo, já que são empresas sem lojas físicas, a interação com os clientes por mídias sociais também é um fator determinante neste sucesso.

É o caso, por exemplo, das empresas que disponibilizam filmes e séries via streaming. Além da própria plataforma, elas também são ativas em redes sociais e campanhas online para a divulgação de conteúdo. Atualmente, este mercado já fatura cerca R$ 2 bilhões por aqui, e já deixou para trás quase todos os canais de TV, pagos ou públicos. É um sucesso absurdo que demonstra a força do mercado digital no Brasil.

O setor bancário foi o que passou primeiro pelas principais mudanças, já que foi atingido em cheio pelo crescimento de bancos digitais. Por ser uma área com bastante interesse no país, o sucesso destes serviços sem agências agradou o público e fez sucesso. Hoje em dia, algumas dessas fintechs, que são empresas de tecnologia do setor financeiro, já conseguiram investimentos na casa dos US$ 500 milhões e não para de crescer.


Todo esse sucesso só é possível pelo alto número de brasileiros com acesso à internet no país. Em 2018, a quantidade de casas com algum tipo de conexão atingiu cerca de 75% da população total. Ou seja, a grande maioria das pessoas já podem navegar na internet. São cerca de 140 milhões de pessoas, quase todas elas com potencial de consumo digital. O setor ainda busca uma maneira de aproveitar todo esse público, mas isso é algo que ainda cresce de maneira devagar em outras áreas, já que é preciso investimento.


Divulgação e propaganda

Um forte exemplo onde o consumo digital está também a crescer são o dos portais de apostas na internet que já são um mercado consolidado na Europa e nos Estados Unidos. Porém, aqui no Brasil, os investimentos começaram apenas neste ano. Alguns clubes de futebol do Campeonato Brasileiro acertaram acordos para divulgar as marcas recém-chegadas no país. A ideia é colocar a cultura de apostas online por aqui, ensinando sobre trading esportivo e algumas das várias modalidades que existem nesses sites.

É uma estratégia que já foi bem-sucedida com os sites de compras online. Durante os últimos anos, as empresas deste ramo investiram forte na campanha de marketing para a divulgação deste tipo de serviço. O resultado foi um crescimento do e-commerce por todo o país, algo que também já é consolidado lá fora. Atualmente, algumas das empresas mais ricas do mundo estão envolvidas com esse tipo de venda totalmente digital.

Até o final de 2019, o mercado virtual brasileiro deve ficar cada vez mais forte. A saúde financeira do país, que passa por um momento conturbado, acaba abrindo espaço para serviços com baixos custos e automatizados. A internet pode ser a saída, principalmente para o empreendedor que não possui grande capital. Ao mesmo tempo, as empresas estrangeiras também buscam ampliar o serviço no país, que pode fomentar a economia nacional.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

A Exclusão e o Pancadão

Uns anos atrás, escrevi um artigo sobre a repressão praticada pelos seguranças dentro dos shoppings centers em São Paulo, uma vez que não permitiam que grupos de jovens da periferia, que marcavam encontros chamados...

 
 
 
 
Sitevip Internet