Notícias / Justiça

22/05/19 às 09:14

Ministério Público vai investigar contas eleitorais de Flávio Bolsonaro e relação com Queiroz

Filho do presidente Jair Bolsonaro diz que a análise de suas contas eleitorais é uma tentativa de criar “factoides”

De Brasília Repórter Cristiano Carlos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Ministério Público vai investigar contas eleitorais de Flávio Bolsonaro e relação com Queiroz

Foto: Divulgação

As prestações de contas eleitorais do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) serão analisadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

O senador, que é filho do presidente Jair Bolsonaro, passou a ser investigado quando dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o COAF, vinculado ao ministério da Economia, revelaram movimentação financeira suspeita do ex-assessor parlamentar de Flávio, Fabrício Queiroz, de R$ 1,2 milhão, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, quando o Senador ainda era deputado estadual.

O COAF revelou, ainda, que a movimentação financeira de Queiroz era realizada em dinheiro vivo e em datas próximas ao pagamento dos servidores da Assembleia Legislativa Fluminense.

Queiroz afirma que o dinheiro foi usado em pagamentos a serviços prestados por assessores informais, em serviços de campanha política do filho do presidente.

Os promotores vão investigar a relação dos recursos capitados por Queiroz e as campanhas eleitorais de Flávio Bolsonaro. Se ficar comprovada alguma irregularidade nas contas do senador, o caso deve ser transferido para a Justiça Eleitoral.

Além de Flávio e Queiroz, o MP deve investigar, também, Valdenice Meliga. Ela foi tesoureira da campanha de Flávio Bolsonaro ao Senado. Valdenice tinha “carta branca” para assinar cheques e responder pelo dinheiro gasto na corrida eleitoral.

O Flávio Bolsonaro disse, por meio de nota, que a análise de suas contas eleitorais pelo Ministério Público do Rio “é mais uma tentativa de criar factoides para alimentar a imprensa e a campanha caluniosa contra ele”.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Welyda Cristina de Carvalho

Ampliação da produção já depende de ferrovias

Todo ano, empresários do setor, produtores e governos têm dificuldade de criar condições para transportar grãos Uma nova safra recorde de milho e algodão começou a ser colhida e deve avançar...

 
 
 
 
Sitevip Internet