Notícias / Agronegócios

05/05/19 às 12:33

Fluxo de bois de GO/MS cresce e explica mais a @ em viés de baixa em SP do que pastos bons

Entrada de animais de fora em SP ajuda a manter a expectativa de firmeza nos estados onde são originados os bois

Notícias Agrícolas

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Fluxo de bois de GO/MS cresce e explica mais a @ em viés de baixa em SP do que pastos bons

Foto: Notícias Agrícolas

Os pecuarista Juca Alves, de Barretos, e Fábio Carneiro, do Vale do Araguaia, estão vendo aumento de trânsito de bois de Goiás e do Mato Grosso do Sul a São Paulo, e isso explica parte do alongamento das escalas e a queda da @ no principal estado consumidor e tira o foco do suporte que os pastos estão dando para os animais ficarem mais tempo nos pastos, que muitos acreditam ser o principal fator.

Enquanto mantêm mais firmes os preços nessas praças que estão originando os abates paulistas.
Já tem programação dos frigoríficos para a próxima semana e nesta segunda (29) - apesar de dia fraco em negócios - o boi só não perdeu no levantamento da Scot Consultoria, na base de R$ 157,00 (vista), segurando os mesmos últimos valores.

 Pela Agrifatto, foi residual, menos 0,04%, mas vai somando com as retrações vistas até sexta, e a média baixou para R$ 157,22 (vista). Tem negócios pouco acima, dependendo das condições dos lotes, têm, como a consultoria notou em Rinópolis e Irapuru, a R$ 158,00, mas outros também bem abaixo, entre os quais na também paulista Tupã, a R$ 156,00.

A Radar Investimento já vinha apresentando resultados menores e novamente, nesta segunda, o sócio Douglas Coelho, reafirmou os R$ 156,00/156,50.

A migração de boi daqueles estados, que o Notícias Agrícolas vem dando há duas semanas - e também confirmada, na sexta, por Francisco Brandão, vice-presidente do Siran/Araçatuba, a respeito do JBS Lins -, também se dá com pouco sustento da demanda.

Mas juntando isso e as vendas que vários produtores aproveitaram quando o boi chegou a R$ 160,00, na média das referências, as indústrias ficaram com estoques mais tranquilos.

Não há pressa, portanto, tanto que a programação já bate em 9,1 dias úteis em SP (Agrifatto), portanto, no geral, já cobre o quinto dia útil do mês. O repique pra cima deve ser residual e pontual, se houver.

Estabilidade regionais

A tabela da Scot está toda ticada em amarelo nos estados, o que mostra estabilidade. No à vista, Goiás R$ 140,00, Mato Grosso do Sul R$ 143,00 (Dourados) e R$ 144,00 (Campo Grande), Minas Gerais (Triângulo) R$ 148,00 e no Mato Grosso, na região mais cara, Cuiabá, R$ 141,00.

Praticamente a mesma estabilidade observada pela Agrifatto.

No caso de Goiás e MS, ainda tem oferta de pastos, mas os preços vão ficando firmes "com ajuda das compras de São Paulo", torce Fábio Carneiro.

E não é só boi do Sul do estado, cujo fluxo é mais tradicional, é boi do Vale do Araguaia, como nós já havíamos comentado aqui também.

 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

A Exclusão e o Pancadão

Uns anos atrás, escrevi um artigo sobre a repressão praticada pelos seguranças dentro dos shoppings centers em São Paulo, uma vez que não permitiam que grupos de jovens da periferia, que marcavam encontros chamados...

 
 
 
 
Sitevip Internet