Notícias / Justiça

21/03/19 às 11:31 / Atualizada: 21/03/19 às 13:51

Urgente: ex-presidente Michel Temer é preso pela PF; Atualização: Moreira Franco também foi preso

Michel Temer acaba de ser preso.

Redação AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Urgente: ex-presidente Michel Temer é preso pela PF; Atualização: Moreira Franco também foi preso

Foto: Divulgação via Veja

O ex-presidente Michel Temer foi preso na manhã de hoje pela força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Segundo informações da Globo News, o mandado de prisão foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.
O ex-ministro Moreira Franco também é alvo de um mandado de prisão preventiva

A Polícia Federal tentava encontrar Michel Temer desde ontem.

A prisão de Michel Temer é fruto, principalmente, da delação de José Antunes Sobrinho, sócio da Engevix.

Antunes Sobrinho revelou o repasse de R$ 1,1 milhão para o coronel aposentado da Polícia Militar João Batista Lima Filho, amigo de Temer, por meio da empresa PDA.

Com a prisão de Michel Temer, o discurso vitimista de Lula perde ainda mais sentido.
Ele não é mais o único ex-presidente preso.

Atualização às 12h - É fim do bando: 
Moreira Franco sogro do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, acaba de ser preso no Rio de Janeiro. O coronel Lima amigo de Michel Temer também está sendo procurado.

Moreira Franco é o quinto governador eleito do Rio de Janeiro preso por corrupção, desde o início da chamada Nova República.

Antes dele, temos Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho, Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão.



Atualizada com mais informações -  Repórter Thiago Marcolini - Michel Temer responde a dez inquéritos. Cinco deles que tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos na época em que ele era presidente, foram encaminhados à primeira instância depois que Temer deixou o cargo. Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando o ex-presidente já não tinha foro privilegiado. 

Na operação Lava Jato, Temer é alvo de denúncias do delator José Antunes Sobrinho, dono da empreiteira Engevix. O empresário contou à Polícia Federal que pagou um milhão de reais em propina ao ex-ministro Moreira Franco, com o conhecimento de Temer.  

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), o emedebista iniciou a carreira política na década de 1960, no governo estadual de São Paulo. Por 15 anos, foi o presidente do MDB. Temer foi eleito por duas vezes consecutivas vice-presidente do Brasil, na chapa de Dilma Rousseff, e chegou à Presidência em 2016, após o impeachment da petista.

O MDB emite Nota:
 
“O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa.”

Mais informações em instantes.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Paiva Netto

Os servidores de Deus e a hora presente

Atravessamos um momento de transformação no mundo, radical e turbulento sob muitos aspectos, o que exige de nós capacidade superior no enfrentamento de obstáculos de todos os matizes. Não me refiro a uma correria...

 
 
 
 
Sitevip Internet