Notícias / Governo de MT

12/03/19 às 21:53

Governo mantém identidade visual e vai economizar mais de R$ 68 milhões

Governador Mauro Mendes criticou a cultura política de mudar de identidade a cada gestão, gerando gastos excessivos e desnecessários

Lucas Rodrigues | Secom-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Governo mantém identidade visual e vai economizar mais de R$ 68 milhões

O governador Mauro Mendes, que decidiu manter a identidade visual do Estado

Foto: Mayke Toscano

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, decidiu manter na atual gestão a identidade visual implantada na administração anterior, no intuito de trazer economia aos cofres do Estado.

Conforme o levantamento feito pela Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom), que embasou a decisão do governador, uma nova mudança na identidade visual (englobando marca, slogan, brasão, cores, pinturas de fachadas, adesivagem de carros e crachás para todas as secretarias e órgãos) custaria mais de R$ 68,8 milhões ao Estado, sem contar os custos com papelaria.

Mendes afirmou que o cidadão não tolera mais essa cultura do personalismo político, em que a cada troca de comando o novo gestor muda a identidade visual para deixar o Governo com a sua “cara”.

“O que temos visto gestão após gestão é essa prática equivocada, da velha política, de gastar dezenas e até centenas de milhões de forma totalmente desnecessária. Os recursos públicos precisam ser aplicados em prol do cidadão, não para promover os gestores que temporariamente estão à frente do Governo”, criticou.

O governador destacou que além de trazer gastos milionários ao Executivo, a criação de nova identidade visual também implicaria no descarte de todo o material existente que contém a marca da gestão passada.

“Ou seja, teríamos um desperdício gigantesco de materiais que já foram produzidos, o que é um verdadeiro desrespeito ao contribuinte. Nós vamos utilizar tudo: canetas, crachás, blocos, uniformes, papelaria, até chegarem ao fim, antes de produzirmos mais. Estamos fazendo um grande esforço para aumentar a arrecadação e diminuir despesas, e um novo gasto nessa ordem seria impraticável e incoerente”, explicou.

Além disso, o governador afirmou que tem trabalhado em um projeto de lei para regulamentar esta questão, de modo a instituir uma identidade visual única para o Estado, com a proibição de mudança a cada nova gestão.

Essa identidade visual de Governo, todavia, não deve ser idêntica aos símbolos oficiais, a exemplo do hino, da bandeira e do brasão, que são símbolos de Estado, e não de Governo.

“Vamos encaminhar em breve esse projeto para a Assembleia Legislativa. A identidade visual deve identificar o Governo, e não gestão A ou gestão B”, finalizou.

Conforme o relatório produzido pela Secom, a criação de nova identidade visual demandaria a adesivagem de (no mínimo) 3.917 veículos, pintura de 1.758 fachadas, confecção de 3.145 materiais de comunicação interna, troca de 12.459 crachás e confecção de 26.513 uniformes.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Luiz Tejon Megido

China: consumidores globais, vontades iguais

Todos temos uma ideia aproximada da expansão da China, que cresce, em média, 9,7% ao ano desde 2000. A China tem quase 100 firmas dentre as 500 maiores do mundo, e tem o 2° maior Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, em busca...

 
 
 
 
Sitevip Internet