Notícias / Agricultura

12/03/19 às 07:37

Aprosoja inicia rodada de eventos técnicos voltados para a produção de milho

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Aprosoja inicia rodada de eventos técnicos voltados para a produção de milho

Aprosoja inicia rodada de eventos técnicos voltados para a produção de milho

Foto: Assessoria

A Rodada Técnica sobre doença do milho e o Circuito Tecnológico Milho foram  lançados nesta segunda-feira (11.03), com objetivo de realizar a interação entre pesquisa e o setor produtivo, garantindo a diminuição de prejuízos. Em duas fases, as gerências de Sustentabilidade e Defesa Agrícola da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) iniciam trabalhos pelo município de Jaciara, nesta segunda-feira às 19h, com a participação de especialistas no assunto.

Os eventos, antes realizados separadamente, se unem para garantir mais eficácia no combate aos problemas encontrados na produção do milho, dentre eles as doenças fúngicas e eficácia dos insumos utilizados no manejo. A primeira etapa, que será a rodada técnica, passará por Jaciara (11.03), Canarana (12.03), Lucas do Rio Verde (14.03 manhã), Diamantino (14.03 noite) e Campos de julho (15.03), com eventos que serão realizados na estrutura dos Sindicatos Rurais espelhados pelo estado.
 
A segunda fase de trabalhos será a 6ª edição do Circuito Tecnológico Etapa Milho, que acontecerá de 13 a 15 de maio. Nesse período, técnicos da Aprosoja percorrerão regiões quem cultivam o grão para a realização de coletas técnicas e tem por objetivo elaborar diagnósticos precisos, identificar gargalos e ampliar a divulgação desses e de outros projetos da Associação. 
 
Presidente da Aprosoja, Antônio Galvan, vê as ações como uma forma contribuir com a prevenção levando mais capacitação para os produtores. “Nessa rodada técnica vamos levar formas de manejo que contribuem com a prevenção, para que o produtor esteja preparado para realizar o manejo adequado. Assim como outros projetos e programas desenvolvidos pela Aprosoja, o objetivo é levar mais informações dos trabalhos efetuados pela Associação e agregando com especialistas importantes em áreas específicas da produção de grãos”, enfatizou. 
 
Biólogo da Embrapa e um dos palestrantes da rodada técnica sobre doença do milho, Sérgio Abud, avalia Mato Grosso como o estado com clima mais favorável para produção deste grão, que também se torna viável para proliferação de doenças. Ainda segundo o especialista na rodada técnica, será realizada a abordagem mais específica a respeito das principais pragas e doenças que vem prejudicando a cultura do milho. 
 
“Dentre elas temos o enfezamento, causado por um microrganismo semelhante a uma bactéria de difícil controle e já está muito sério em algumas regiões do Brasil, mas está se iniciando em Mato Grosso. Então vamos fazer um alerta para o produtor sobre as táticas de manejo desta doença e sobre o inseto vetor que é uma cigarrinha que está presente nas lavouras de milho em todo país. Precisamos cuidar dos enfezamentos, que são as doenças e também do inseto vetor”, explicou. 
 
Quem também fará uma contribuição importante é o agrônomo Adriano Custódio, que vê como positiva a interação entre campo e pesquisa. Para ele, a troca de conhecimento proporcionará grandes avanços no combate às doenças. 
 
“Vamos falar de um problema mais novo que é a estria bacteriana, que foi detectado no oeste do estado do Paraná. Então vamos apresentar para o pessoal sobre os sintomas, medidas para evitar ou minimizar o problema, com essa doença. Nosso objetivo é tentar esclarecer e alertar o produtor da importância de ter uma boa orientação técnica para que ele possa evitar que problemas ocorram nesta e em futuras lavouras. Essa interação entre pesquisa e setor produtivo é muito boa, esclarecemos alguns pontos, mas aprendemos muito também no sentido de melhorar a entrega de resultados para os produtores”, disparou Custódio.
 
Diretor da Associação, Jorge Diogo Giacomelli convidou produtores a participarem dos projetos e garantirem o fortalecimento dos núcleos da Aprosoja. “Muito importante a participação de todos os produtores de milho e interessado. Vamos fortalecer o sistema sindical e os Núcleos Aprosoja nas regiões produtoras”, disse.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Luiz Tejon Megido

China: consumidores globais, vontades iguais

Todos temos uma ideia aproximada da expansão da China, que cresce, em média, 9,7% ao ano desde 2000. A China tem quase 100 firmas dentre as 500 maiores do mundo, e tem o 2° maior Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, em busca...

 
 
 
 
Sitevip Internet