Notícias / Policial

02/03/19 às 22:06 / Atualizada: 02/03/19 às 22:19

Polícia Militar lamenta morte de subtenente do Batalhão Especializado de Trânsito

Uma equipe do Batalhão de Trânsito e outra da Coordenadoria de Assistência Social (CAS) estão acompanhando o caso e prestando assistência aos familiares da policial.

Alecy Alves | Secom-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Polícia Militar lamenta morte de subtenente do Batalhão Especializado de Trânsito

Há 20 anos no exercício da carreira na PM mato-grossense, Márcia serviu em diversas unidades

Foto: PMMT

A Polícia Militar lamenta a morte da subtenente Márcia Cristina Motta, de 46 anos, ocorrida na manhã deste sábado (02), em Cuiabá. O corpo da policial foi encontrado no apartamento dela com uma perfuração de projétil de arma de fogo no tórax. A informação é que a subtenente cometeu suicídio. A ocorrência será apurada pela Delegacia Especializada de Homicídios (DHPP).

Há 20 anos no exercício da carreira na PM mato-grossense, Márcia serviu em diversas unidades, entre as quais o quartel do Comando Geral, em Cuiabá, o Regimento Montado (Cavalaria)  e o Batalhão Especializado de Trânsito, onde estava lotada atualmente.

Entre os colegas de farda ela é considerada exemplo de superação e amor à farda. Marcia costumava repetir que a Polícia Militar era a sua vida. Em 2016, sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) que a afastou das funções policiais por quase dois anos.

A subtenente poderia até ter se aposentado em decorrência da doença, mas durante o tratamento costumava dizer que iria superar, restabelecer sua saúde por completo e voltar ao trabalho, o que realmente aconteceu em 2018. Neste sábado, por exemplo, ela estava escalada para trabalhar e foi exatamente a sua ausência, o que nunca acontecia, que chamou a atenção dos colegas.

Uma equipe do Batalhão entrou em contato com o namorado dela, também policial na mesma unidade, e ele decidiu ir até o apartamento, já que por meio do celular não estava conseguindo fazer contato. Ele teve de entrar pela sacada e, infelizmente, a encontrou morta.

A Polícia Militar presta condolências e se coloca à disposição dos familiares. Informa ainda que uma equipe do Batalhão de Trânsito e outra da Coordenadoria de Assistência Social (CAS) estão acompanhando o caso e prestando assistência aos familiares da policial.   
    
Até o momento, o corpo permanece no Instituto Médico Legal (IML), em Cuiabá, e a família ainda não definiu o local e horário do velório e sepultamento. Assim que obtiver essas informações, a Coordenadoria de Comunicação e Marketing Institucional da PM (CCSMI) informará neste e em seus outros espaços oficiais de divulgação.

Matéria relacionada:


Namorado encontra subtenente morta em apartamento em Cuiabá
 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Luiz Tejon Megido

China: consumidores globais, vontades iguais

Todos temos uma ideia aproximada da expansão da China, que cresce, em média, 9,7% ao ano desde 2000. A China tem quase 100 firmas dentre as 500 maiores do mundo, e tem o 2° maior Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, em busca...

 
 
 
 
Sitevip Internet