Notícias / Policial

01/03/19 às 09:23

Polícia Civil cumpre prisão de autores de latrocínio que vitimou empresário na Capital

Assessoria Polícia Civil

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Polícia Civil cumpre prisão de autores de latrocínio que vitimou empresário na Capital

Foto: Assessoria Polícia Civil

Os dois autores do latrocínio que vitimou o empresário, Carlos da Cruz Olmedo, ocorrido no mês de setembro na Capital, tiveram mandados de prisão temporária cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta sexta-feira (01.03), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) de Cuiabá.

Os suspeitos Diogo Raphael Pereira e Mayke Moura de Lara, tiveram os pedidos de prisão temporária, decretados após serem identificados como autores do roubo seguido de morte em investigações da Derf.

O crime aconteceu no dia 10 de setembro de 2018, em uma residência no bairro Jardim Kenedy. Na ocasião, a família foi rendida por dois homens armados quando chegavam a casa. As vítimas foram amarradas, mas o empresário Carlos da Cruz Olmedo, 36, conseguiu se soltar e tentou reagir a ação criminosa, momento em que foi baleado.

Após atirarem contra a vítima, os criminosos fugiram levando um veículo Toyota Etios, entre outros produtos e pertences das vítimas. Na ocasião, o Samu foi acionado porém o empresário não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Depois de terem as ordens de prisão cumpridas, nesta sexta-feira (01.03), os dois envolvidos foram ouvidos pelo delegado Eduardo Rizzoto de Carvalho, e confessaram o crime. Segundo os suspeitos, no dia do fato eles saíram rodando pelo bairro vizinho ao que moram, Campo Velho, procurando algum alvo para realizar o assalto.

“Eles viram três pessoas saindo em um veículo e resolveram abordá-los. Os suspeitos obrigaram as vítimas a entrar na casa e os colocaram em um dos quartos. Em seguida, a vítima Carlos tentou reagir e, assim, os criminosos efetuaram dois disparos de arma de fogo contra ele. A vítima morreu poucos minutos depois”, relatou o delegado da Derf-Cuiabá.

Visando dificultar o trabalho da Polícia, os suspeitos ficaram bastante tempo afastados de suas  casas. No entanto, os policiais civis da Derf-Cuiabá vinham monitorando para devido cumprimento dos mandados de prisão.

Mayke foi preso na casa de sua mãe no bairro Campo Velho. Diogo que estava com outro mandado de prisão em aberto por uma condenação de 16 anos de reclusão, foi localizado no bairro Jonas Pinheiro II, em uma região de área de invasão, o que dificultou os trabalhos policiais.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Luiz Tejon Megido

China: consumidores globais, vontades iguais

Todos temos uma ideia aproximada da expansão da China, que cresce, em média, 9,7% ao ano desde 2000. A China tem quase 100 firmas dentre as 500 maiores do mundo, e tem o 2° maior Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, em busca...

 
 
 
 
Sitevip Internet