Notícias / Educação

08/10/15 às 11:05

Menino colhe em casa batata doce de 7 kg plantada para projeto escolar

Colegas e professores se surpreenderam com o tamanho da raiz. Garoto de 9 anos contou com ajuda de dois adultos para arrancar tubérculo.

G1/GO

Imprimir Enviar para um amigo
Menino colhe em casa batata doce de 7 kg plantada para projeto escolar

Artur colhe batata doce de 7 kg em Luziânia

Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

 
 
 
 
O estudante Artur Tiecher, de 9 anos, se surpreendeu ao colher uma batata doce de 7 kg no quintal da casa onde mora, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Ele mesmo havia plantado a raiz durante um projeto da escola.
 
O garoto contou com a ajuda de dois adultos para arrancar o tubérculo do chão. “Todo dia eu ficava olhando o meu pé de batata. Eu vi a batata saindo pela terra, aí eu falei para a minha mãe e para a funcionária lá de casa vir aqui comigo tirar a batata”, conta o menino.

A raiz gigante é resultado das aulas de educação ambiental. A professora Soraya Roriz fez com que cada aluno plantasse uma batata doce para que acompanhasse o processo de germinação e crescimento.

“Eles plantaram e ficaram cuidando da batata até que ela brotasse e aí, depois que ela brotou, cada aluno levou para sua casa e colocou no chão e foi esse resultado que nós tivemos. Eu também fiquei surpresa”, disse a professora.

Artur levou o broto para casa e acabou plantando mais batatas doces. O menino fez questão de mostrar para os colegas o resultado do trabalho.

Os alunos fizeram questão de conferir de perto o tubérculo. “Muito grande e ela também deve estar muito gostosa”, disse a estudante Lise Novaes.

Mãe de Artur, a dona de casa Lucimar Tiecher já decidiu o destino da batata de 7 kg. “Vou fazer um pudim, que é muito gostoso e dividir com a família porque é muita batata”, brinca.

Ver vídeo da reportagem AQUI

 
Imprimir Enviar para um amigo
 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet