Notícias / Entretenimento

24/02/19 às 12:08

Vídeo - Jornal Nacional comete erro grave e William Bonner se desculpa

Jornalista precisou interromper o telejornal para se desculpar

Contigo

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Vídeo - Jornal Nacional comete erro grave e William Bonner se desculpa

Foto: Reprodução

O jornalista William Bonner precisou se desculpar ao vivo no Jornal Nacional que foi ao ar nesta sexta-feira (22).

É que o telejornal errou ao creditar ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, uma declaração que havia sido publicado em um perfil falso.

Segundo o jornal, o ministro teria dito. “O que já está estabelecido é que o Brasil não vai fazer nenhuma ação agressiva contra a Venezuela. Porque é contra a Constituição e não é nosso pensamento”.

Mais tarde, ainda durante o telejornal, a emissora se corrigiu.

“O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, disse agora há pouco, numa rede social, que o governo vai aguardar o desenrolar dos acontecimentos na Venezuela, repetiu que o Brasil não vai fazer nenhuma ação agressiva, mas afirmou: ‘Caso haja qualquer agressão à soberania do pais, iremos reagir baseados em preceitos constitucionais“.

Nós dissemos agora há pouco que o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, teria publicado numa rede social que o Brasil pode reagir a agressões à soberania do país. Mas o ministro esclareceu que a declaração não é de autoria dele e foi publicada num perfil falso. Por esse erro nós pedimos desculpas ao ministro e a você, telespectador.”, afirmou Bonner.

Nas redes sociais, a correção ao vivo foi muito comentada.

Ver o vídeo abaixo>>>

 
Imprimir Enviar para um amigo

Vídeo Relacionado

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Luiz Tejon Megido

China: consumidores globais, vontades iguais

Todos temos uma ideia aproximada da expansão da China, que cresce, em média, 9,7% ao ano desde 2000. A China tem quase 100 firmas dentre as 500 maiores do mundo, e tem o 2° maior Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, em busca...

 
 
 
 
Sitevip Internet