Notícias / Nacional

02/02/19 às 21:14 / Atualizada: 02/02/19 às 21:21

Vitória de Bolsonaro - Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado com 42 votos

Senador do DEM era adversário direto de Renan Calheiros, que desistiu da disputa quando percebeu que a perderia

Diário do Poder

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Vitória de Bolsonaro - Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado com 42 votos

Em vitória para Bolsonaro, aliado de Onyx vai presidir o Senado.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/AB

O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), 41 anos, foi eleito neste sábado, 2, presidente do Senado ao vencer a eleição em primeiro turno com 42 votos. Ele comenda a Casa até 2021.

Este é o primeiro mandato de Alcolumbre como senador, aliado do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.  O principal opositor de Alcolumbre, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), retirou a candidatura na tarde de hoje.

Renan Calheiros teve 5 votos. Espiridião Amin (PP-SC) ficou com 13 votos, Ângelo Coronel (PSD-BA) teve 8 votos, Reguffe recebeu (sem partido-DF) 6 votos e Fernando Collor (Pros-AL) ficou com 3 votos.
Alvo da Lava Jato e vinculado à chamada “velha política”, Renan tinha apoio principalmente dos senadores mais experientes da Casa.

Apesar da vitória de Alcolumbre, o governo de Jair Bolsonaro deve enfrentar um recrudescimento da oposição no Senado, reforçada agora por Renan e alguns de seus aliados.

Alcolumbre começou a sua carreira política como vereador na cidade de Macapá, em 2001, aos 23 anos. Exerceu o mandato por dois anos (de 2001 a 2003), quando deixou o cargo no meio para assumir seu primeiro mandato como deputado federal.

Reelegeu-se duas vezes para a Câmara dos Deputados, totalizando três mandatos consecutivos. Nas eleições de 2014, foi eleito senador para um mandato de oito anos. Em 2018, concorreu ao governo de Amapá, mas foi derrotado.

Em todos esses anos, o novo presidente do Senado quase nunca participou de movimentações políticas de relevo. Integrou o chamado “baixo clero” do Congresso, que é o grupo de parlamentares com pouquíssima projeção nacional.

O maior feito político de sua carreira foi desbancar em 2014 o candidato de José Sarney (MDB-AP) e se eleger senador pelo Amapá.

Nos últimos meses, Alcolumbre foi escolhido por Onyx como o nome para tentar barrar a volta de Renan, nome visto com desconfiança pelo núcleo bolsonarista.

A mulher de Onyx é assessora parlamentar de Alcolumbre.

O presidente do Senado é o terceiro na linha sucessória da Presidência da República e tem, entre outros poderes, o de definir a pauta de votações do plenário.

Eleição

A eleição para a presidência do Senado foi marcada por um embate sobre se a votação seria aberta ou secreta. Ontem (1º), após cinco horas de sessão, a maioria dos parlamentares decidiu pelo voto aberto. Mas uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli determinou que a votação deveria ser secreta.

A eleição foi feita em cédulas e teve que ser realizada duas vezes, pois na primeira apuração foi encontrada uma cédula a mais na urna. Após ser suspensa ontem, a sessão começou hoje por vota das 12h.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Bruno Nelseu peters, em 02/02/19 às 21:54

    Na constituição reza que o terceiro na linha sucessória é presidente da câmara o do senado é o quarto

 
 

veja maisArtigos

Paiva Netto

Os servidores de Deus e a hora presente

Atravessamos um momento de transformação no mundo, radical e turbulento sob muitos aspectos, o que exige de nós capacidade superior no enfrentamento de obstáculos de todos os matizes. Não me refiro a uma correria...

 
 
 
 
Sitevip Internet